Ipea apresenta estudo sobre empregos no Salão do Turismo

As sete Atividades Características do Turismo pesquisadas representam 2,8% das ocupações formais do país

  
  

O número de ocupações formais geradas nas Atividades Características do Turismo (ACTs) cresceu 34% no período de 2003 a 2009, ano em que representavam 914 mil empregos com carteira assinada no país. Os dados, relativos às atividades que prestam atendimento a turistas, foram apresentados, nesta quarta (13), no Núcleo do Conhecimento do Salão do Turismo, pelo técnico em planejamento do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), Roberto Zamboni.

“O estudo faz um filtro, separando, no âmbito das ACTs, aquelas voltadas para atendimento ao turista. Se fossem consideradas as ACTs que atendem também aos residentes, os números seriam maiores”, explica Zamboni.

O levantamento do Ipea mostra também que as ACTs representavam, em 2009, 2,8% de todas as ocupações formais do país. Foram pesquisadas atividades de alojamento, agências de viagem, transportes (aéreo, terrestre e outras modalidades), alimentação, auxiliar de transportes, aluguel de transportes, além de cultura e lazer.

Perfil: Ao avaliar o perfil dos empregados nas agências de viagens, por exemplo, o estudo mostra que os com nível de escolaridade segundo grau ou superior incompleto representam 67,5% do total. Os que têm curso superior completo recebem salários médios de R$ 1.500, os maiores da categoria.

As cidades que mais empregam nas áreas de alojamento e agências de viagem são, nessa ordem, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte,Brasília,Natal e Fortaleza. O Salão do Turismo prossegue até domingo (17) no Parque de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em