Maria fumaça e pedalinho a 100 km de São Paulo

Apesar de moderna, Campinas é uma cidade que não se esqueceu de sua história. Os Museus e os Parques se espalham pela cidade e o melhor de tudo, pertinho de você

  
  
A histórica Maria Fumaça da estação Anhumas oferece um passeio no trecho ferroviário Campinas-Jaguariúna, que existe há mais de 130 anos

Campinas é um destino atraente e que fica bem perto de São Paulo. Com apenas 100 quilômetros de distância da capital, em menos de 2 horas é possível conhecer a cidade que é muito bem recomendada pela sua receptividade.

Apesar de moderna, Campinas é uma cidade que não se esqueceu de sua história. A partir da economia cafeeira, presente nos séculos XIX e XX, o município viveu uma fase de intenso desenvolvimento. O Museu do Café conta muito bem a história dessa cidade que atraiu trabalhadores de diversos lugares nesse período. Fundado em 1996, o espaço fica em um prédio que é uma cópia não fiel da antiga casa sede da Fazenda Taquaral, construída em 1972 e que foi de Barreto Leme, fundador de Campinas. O museu tem documentos históricos, móveis do casarão da Fazenda Taquaral e exposições que contam a história do café na região.

Quem quiser viajar no tempo e conhecer ainda mais a história de Campinas não pode deixar de ir ao Museu Carlos Gomes. O acervo do espaço reúne instrumentos, objetos pessoais e diversas peças do compositor responsável por ensinar música na cidade e projetá-la no cenário mundial. Além do arquivo pessoal de Carlos Gomes, o museu também tem um acervo com registros da cultura musical no período colonial e imperial, com aproximadamente 3 mil obras e diversas bibliografias de compositores.

Museu da História Natural desenvolve programas de educação ambiental para difundir conhecimentos e promover a conservação da fauna e flora

Outra opção para quem quer conhecer melhor essa história e ainda viajar em uma das últimas Maria Fumaça do Brasil, é um passeio de trem na Estação Anhumas. O trem a vapor, que já foi cenário de diversas novelas, passa por fazendas da época do café. Em cada vagão um monitor conta a história dos casarões e tira dúvidas dos visitantes, uma verdadeira aula de história sobre os trilhos. No final da parada, os visitantes aprendem como a Maria Fumaça funciona e conhecem a história do trem que foi inaugurado em 1926.

Agora se a preferência for manter contato com a natureza, Campinas também tem atrativos de sobra, como por exemplo, o Bosque Jequitibás. O lugar é tão freqüentado por turistas e moradores que recebe anualmente cerca de um milhão de visitantes. O espaço tem 10 hectares de reserva florestal nativa e um zoológico com aves, répteis e mamíferos, que vão de leões a hipopótamos. O bosque conta ainda com pista de corrida, trenzinho, quiosques, lanchonetes e playground para a criançada. Quem visita o bosque, ainda pode conhecer mais quatro espaços que fazem parte do complexo: o Aquário Municipal de Campinas, a Casa dos Animais Interessantes, o Centro de Educação Ambiental e o Museu da História Natural, que tem resquícios de Mata Atlântica e um vasto acervo com mais de 2 mil peças, com mamíferos, aves, répteis, peixes, insetos e invertebrados.

O Parque Portugal, o mais famoso de Campinas, é outro lugar que garante a diversão dos visitantes. É possível passear em pedalinhos na Lagoa do Taquaral, fazer piqueniques nos bosques, praticar esportes nas pistas de corrida e quadras de futebol, pescar, se divertir em uma pista de aeromodelismo e finalizar o dia com uma corrida no kartódromo. Já quem quiser se refrescar tem acesso liberado às piscinas. Aos domingos, as ruas ao redor do parque viram uma verdadeira ciclovia, o espaço é fechado para os carros e aberto para quem quiser andar de bicicleta.

Bosque Jequitibás preserva a mata no perímetro urbano de Campinas e abriga um mini-zoológico e o Museu de História Natural

Outro destino imperdível é o Parque Ecológico Monsenhor José Salim. Além do contato com espécies nativas da região do rio Piracicaba e espécies da flora brasileira, distribuídas em 110 hectares, o parque também possui um Museu Histórico Ambiental, com exemplares tombados e restaurados da arquitetura do século XIX, como o casarão e a capela da antiga Fazenda Mato Dentro.

Para conhecer todos esses lugares basta visitar Campinas. O acesso à cidade é muito simples e fácil. O município, que fica a apenas 100 quilômetros de São Paulo, possui uma rede de rodovias que ligam diversas cidades e estados ao município. Saindo da capital paulistana, o caminho pode ser feito pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes. Quem preferir ir de avião, pode usufruir dos serviços de um dos maiores aeroportos do país, o de Viracopos.

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em