Megaeventos esportivos em evidência

Empresários conhecem formas de planejamento e financiamento para garantir os projetos

  
  

Oportunidades de negócios, fundos de investimentos relacionadas à preparação da cidade para as competições e os impactos dos megaeventos esportivos na economia soteropolitana. Esses foram alguns dos temas abordados nesta terça-feira (17), no seminário Salvador e os Megaeventos Esportivos: Como financiar o seu projeto. O evento aconteceu no auditório da Federação das Indústrias da Bahia (FIEB), no Stiep.

Foram apresentadas oportunidades que surgirão com a realização da Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo 2014, Jogos Olímpicos 2016 e Copa América 2019. Além disso, foram explicitadas formas de financiar projetos junto a instituições financeiras públicas e privadas.

Os empreendedores que desejam investir pensando nos grandes eventos esportivos programados para os próximos anos puderam acompanhar de perto palestras com representantes de bancos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) e Banco do Nordeste (BNB), além do economista Armando Avena.

Segundo o coordenador geral de Financiamento do Ministério do Turismo, Márcio Vantil, o seminário foi importante para que os empresários, além de conhecerem as diferentes linhas de crédito, possam aproveitar as informações sobre mercado, planejamento e organização, além da produção de projetos. “Os empresários tiveram um rol de informações para que possam investir. Se souberem incluir as boas ideias no projeto provavelmente serão financiados para que sejam realizados nos diversos setores”.

O gestor do Escritório Municipal da Copa de Salvador, Leonel Leal, disse que o evento atingiu um publico expressivo de empreendedores que querem investir em Salvador. E que o Ministério do Turismo demonstrou que está preparado com volume e qualidade de investimentos para desafios e oportunidades nos próximos anos.

HOTELARIA

O Ministério do Turismo atua com outros ministérios e instituições financeiras para disponibilizar mecanismos de concessão de crédito para a hotelaria. A linha ProCopa Turismo, do BNDES, oferece prazos estendidos e taxas de juros especiais, que financiam a reforma, ampliação e a construção de hotéis.

Sobre os Fundos Constitucionais, o MTur negociou junto ao Ministério da Integração Nacional novas regras para a utilização de recursos dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte (FNO), Nordeste (FNE) e Centro-Oeste (FCO). As linhas são operadas, respectivamente, pelos bancos da Amazônia, do Nordeste e Banco do Brasil.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em