Minas Gerais inicia parceria com o Governo do Espírito Santo para formatação de Roteiros Integrados

O encontro marcou o início da primeira fase do programa “Minas Integra”, que tem como objetivo formatar roteiros integrados entre os Estados brasileiros

  
  

A secretária Turismo de Minas Gerais, Érica Drumond, recebeu na tarde desta quinta-feira (24) o secretário de Turismo do Espírito Santo, João Felicio Scardua, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo, Aristoteles Neto e representantes de entidades de classe capixabas para dar início a novas parcerias em projetos de formatação de roteiros integrados como a Rota Imperial, a Rota do Caparaó e o Sudeste Recebe.

O encontro marcou o início da primeira fase do programa “Minas Integra”, que tem como objetivo formatar roteiros integrados entre os Estados brasileiros e ampliar a oferta de produtos turísticos nos mercados nacional e internacional.

De acordo com a secretária Érica Drumond, os dois Estados devem trabalhar em parceria para aumentar a permanência do turista estrangeiro tanto em Minas Gerais quanto no Espírito Santo. “No segundo semestre vamos intensificar as ações de promoção e incentivo à comercialização de Minas Gerais no exterior. Vamos desenvolver essa ação em parceria com o Espírito Santo e incentivar a comercialização conjunta”, afirmou Érica Drumond.

O secretário de Turismo, João Felicio Scardua, pediu o apoio da Setur na condução do projeto Rota Imperial, que contempla 31 municípios entre os dois Estados. “Queremos trabalhar num mercado suplementar, que una os destinos, que oferecem ao turista atrativos com sol e mar, montanhas e cultura”, revelou o secretário.

Rota Imperial

Inicialmente nomeada estrada de São Pedro de Alcântara, a história da Rota Imperial da Estrada Real, ou Estrada do Rubim, tem suas origens no Ciclo do Ouro, quando bandeirantes desbravaram novos caminhos rumo à corrida pelo metal precioso. Hoje, a Rota Imperial, que liga Ouro Preto e Vitória, percorre 31 municípios, sendo 17 mineiros e 14 capixabas, totalizando 575 quilômetros.

Sudeste Recebe

Caminhar por ruas construídas durante o período colonial, visitar minas, vilas e cidades remanescentes do Ciclo do Ouro ou conhecer fazendas que exportavam café no passado são algumas das experiências propostas deste projeto turístico que envolve 30 municípios localizados em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Rota do Caparaó

Esta rota abrange atrativos turísticos de 11 municípios do entorno do Parque Nacional do Caparaó, localizado na divisa do Espírito Santo com Minas Gerais e onde está situado o Pico da Bandeira, com 2.890m de altitude.

Fonte: Governo do Estado de Minas Gerais

  
  

Publicado por em