Ministério do Turismo apóia construção de píer em Cabrália

O Ministério do Turismo vai apoiar a construção de um píer em Santa Cruz Cabrália, na Bahia. O anúncio foi feito na terça (5/6) pela ministra do Turismo, Marta Suplicy, durante a cerimônia que marcou

  
  

O Ministério do Turismo vai apoiar a construção de um píer em Santa Cruz Cabrália, na Bahia. O anúncio foi feito na terça (5/6) pela ministra do Turismo, Marta Suplicy, durante a cerimônia que marcou o início do revezamento da chama no Brasil.O projeto, apresentado pelo prefeito, José Ubaldino Pinto, está orçado em R$ 2,8 milhões.

“O Ministério do Turismo aprova o píer em Cabrália para que os navios que lá aportam possam atracar e, com isso, o turismo na região possa se desenvolver”, afirmou Marta Suplicy ao final de seu discurso em Cabrália.

Na avaliação da ministra, a construção de um píer será de extrema importância para ampliar o fluxo turístico da região, conhecida como Costa do Descobrimento. O prefeito de Cabrália relatou à ministra que a ausência de um píer no município, cravado no litoral sul da Bahia, considerado “cidade-berço” do País e a pouco mais de 20 quilômetros de Porto Seguro, dificulta o atracamento de navios.

A ministra prometeu agilidade na liberação dos recursos, ressaltando que o píer vai ampliar a capacidade de recepção turística na região. “Acho de extrema importância o turismo ser focado nas regiões que têm condições de atrair turistas, não apenas brasileiros, mas também estrangeiros”, avaliou, ao acrescentar que a possibilidade de navios poderem atracar na cidade irá favorecer o turismo local.

A ministra chegou a Porto Seguro no final da manhã desta terça-feira, após ter participado da cerimônia de acendimento da tocha dos Jogos Pan-americanos Rio 2007, realizada ontem, 4, no México, nas Pirâmides de Teotihuacán, sítio histórico sagrado. Com o início do revezamento, a chama vai seguir um roteiro que irá passar por todas as regiões brasileiras.

Na avaliação da ministra, “foi emocionante a chegada da tocha em Cabrália, pois simboliza o primeiro passo para o País conquistar a sede da Copa do Mundo e das Olimpíadas”.

Além disso, ressaltou Marta Suplicy, “é a possibilidade de todo o Brasil ver o seu próprio país e mostrá-lo ao exterior, com sua diversidade, seja na gastronomia, na cultura, além da hospitalidade do nosso povo”, afirmou.

Depois de Porto Seguro, a tocha vai percorrer outras 25 capitais, além do Distrito Federal, e 24 localidades. Nessa quarta-feira, 6, a chama será recebida em Goiânia, onde 80 condutores vão transportá-la. No dia 11 de junho, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai receber a tocha, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília. No total, cerca de três mil pessoas, entre atletas e personalidades, foram convidados para conduzir a chama, a cada 400 metros, em todo o circuito. O encerramento do revezamento será no dia 13 de julho, no Estádio do Maracanã, no Rio, durante a cerimônia de abertura dos Jogos Pan-americanos.

Fomento ao turismo :

O Ministério do Turismo está investindo aproximadamente R$ 117 milhões nos Jogos Pan-americanos e Parapan-americanos. Entre as ações, destacam-se a reforma e ampliação do aeroporto Santos Dumont; programas de qualificação de jovens de comunidades carentes que irão trabalhar durante os jogos, e a Praça das Medalhas, um espaço para promover o turismo das 26 estados e do Distrito Federal, além da diversidade cultural do país.

Em todo o circuito da tocha, há ações sendo desenvolvidas pelo ministério. Na Bahia, por exemplo, estão sendo executados pelo MTur diversos programas que visam incentivar e fomentar o turismo local. Entre eles, está o “Aventura Segura”, em pleno funcionamento na Chapada Diamantina.

O programa estimula o associativismo entre as empresas do setor para que adotem políticas de segurança eficientes em casos de acidentes e incidentes. Em Salvador, foi instalada a primeira Escola de Gastronomia do país, que funciona em um prédio de dois andares no Pelourinho, Centro Histórico da capital.

Inaugurada em dezembro de 2004, a escola já qualificou quase mil alunos em técnicas de culinária. Já o projeto “Caminhos do Futuro – Educação para o Turismo” capacita professores da rede pública e técnicos ligados às secretarias de educação e de turismo.

Nos cursos, são abordados 36 temas relacionados ao turismo e associados a conceitos como cultura, meio ambiente, cidadania e ética. Alunos e líderes locais são transformados em multiplicadores para promover o turismo em suas comunidades.

Fonte: AssCom do Ministério do Turismo

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

Cleonice Aragão Feitosa

Cleonice Aragão Feitosa

14/02/2009 17:30:02
O que vai acontecer com os pescadores de camarão que pescam nesta area? Onde vão construir o pier em coroa vermalha, que ate agora não foram ouvidos sobre o assunto e já pediram reunião com o secretario de meio ambiente para saber sobre os impactos que um empredimento deste porte causa