Mogi Mirim/SP planeja tornar-se Pólo Turístico Regional

Entre os objetivos do programa, desenvolvido pelo Sebrae/SP, está o aumento em 100% da taxa de ocupação nos hotéis da cidade em fins de semana

  
  

Diversos setores da economia de Mogi Mirim (SP), município distante 160 km da capital paulista, estão mobilizados para transformar a cidade em um Pólo Turístico Regional. Para que isso aconteça, o Escritório Regional Sebrae/SP em São João da Boa Vista, município vizinho, na divisa de São Paulo com Minas Gerais, estabeleceu um plano de melhorias chamado Programa de Desenvolvimento de Turismo, Cultura e Artesanato (PDTCA), que estabelece metas a serem cumpridas em um prazo que se estende até 2011.

Uma das principais metas é a criação de três roteiros turísticos até dezembro de 2010. Essa ação pode influenciar a conquista de índices importantes até julho de 2011, tais como aumento em 100% da taxa de ocupação nos hotéis da cidade em fins de semana; elevação em 100% da venda de artesanato e também de produtos e produção cultural no município; e acréscimo de 30% na venda de alimentação fora de casa. Atualmente, Mogi Mirim tem 12 estabelecimentos destinados à hospedagem e cerca de 150 ligados a alimentação fora do lar, ou seja, restaurantes, lanchonetes, bares, padarias, sorveterias entre outros.

Conforme Carlos Eduardo Brandino, gestor do Sebrae/SP, Mogi Mirim tem muitos recursos e atrativos ainda não explorados. "O programa da Instituição pretende consolidar e, em alguns casos, adequar pontos turísticos importantes na cidade, aumentar em 30% o número de turistas que circulam pelo município e movimentam a economia até julho de 2011”.

Mogi Mirim é uma cidade forte na cultura, no artesanato e, principalmente, na gastronomia. Por isso, foi escolhida para receber o primeiro pólo gastronômico da região, que recentemente recebeu um importante apoio para sua divulgação: o patrocínio de um frigorífico para a criação do site do pólo. “Essas ações reforçam a vocação natural de Mogi Mirim que é valorizar as atividades econômicas que tornam a cidade potencialmente atraente para o turismo regional, estadual e, em longo prazo, nacional”, afirma Paulo Cereda, gerente regional do Sebrae/SP em São João da Boa Vista.

Entre os atrativos turísticos da cidade estão o Zoológico Municipal, o Horto Florestal, o Museu Histórico e Pedagógico, o Teatro de Arena, a Estação Educação e uma trincheira construída durante a Revolução de 1932. Atualmente, existem muitos lugares interessantes, mas que são desconhecidos até mesmo pela população da cidade. O PDTCA pretende trabalhar esse potencial de maneira planejada e gradativa, a partir do estabelecimento de metas a serem alcançadas.

Na apresentação do plano para empresários de agências de turismo, hospedagem e alimentação, o público alvo foi de cerca de 80 pessoas e, na reunião com artesãos, a presença foi de mais 100 potenciais interessados em participar do programa do Sebrae/SP. No total, mais de 300 empresários conheceram as metas que pretendem dar à visibilidade ao potencial turístico de Mogi Mirim.

O plano de metas para a cidade é resultado de uma parceria entre Sebrae/SP, Associação Comercial e Industrial e o Sindicato do Comércio Varejista locais, Comtur, Departamento Municipal de Cultura e a Prefeitura Municipal.

Serviço:
Informações para a Imprensa
Valda Rocha – Assessora de Comunicação - (16) 3306-9001/ 91679899
valdarocha@terra.com.br
Sebrae/SP - (11) 3177-4500

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em