No aniversário do ECA, setor turístico debate a proteção da infância

Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), do MTur, reuniu representantes do poder público e iniciativa privada para discutir ações de prevenção à exploração sexual no turismo

  
  
Representantes do poder público e da inciativa privada se reuniram em Brasília (DF), hoje (13), para discutir ações de enfrentamento à exploração sexual no turismo

No aniversário de 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o programa Turismo Sustentável e Infância (TSI) reuniu representantes do poder público, iniciativa privada e terceiro setor do Centro-Oeste, nesta terça-feira (13), em Goiânia (GO), para discutir formas de prevenir a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo.

O debate aconteceu durante o primeiro dia do Curso de Formação de Multiplicadores do Projeto de Prevenção da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Estiveram presentes na mesa de abertura o secretário Municipal de Turismo, Euler de Moraes, o presidente do Convention Visitors & Buerau de Goiânia, Nazir El Haje Neto e a coordenadora-geral do TSI, Elisabeth Bahia.

Cerca de 30 profissionais ligados ao turismo serão qualificados até a próxima sexta-feira (16). O objetivo é que os multiplicadores levem os conhecimentos adquiridos para os seus estados, estimulando ações de responsabilidade social de empresas junto ao setor. As regiões Norte e Nordeste já receberam o curso.

Segundo a coordenadora do TSI, durante a capacitação os participantes irão elaborar um plano de ação para cada estado. “Os planos poderão ser transformados em projetos e inseridos no Portal de Convênios do Governo Federal, o Siconv. O Ministério do Turismo (MTur) vai destinar até R$ 120 mil para cada Estado”, explicou.

Para o secretário de Turismo de Goiânia (GO), a prevenção da exploração é um tema importante e que merece toda a atenção do setor. “Nós vamos viver um novo momento no turismo brasileiro. O mundo está olhando para nós agora, por conta da Copa de 2014. A imagem que os turistas estrangeiros devem ter é de um país alegre e repleto de belezas naturais, não de violência, exploração e tráfico”, defendeu.

GOL DE PLACA
O MTur já adiantou a preparação do país para a Copa de 2014. O Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi desenhado com foco no Mundial. A segunda etapa da iniciativa, que prevê um plano de ação nacional, terá início a partir de agosto.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em