Nova agenda para os 65 destinos indutores

Fortalecimento da gestão é o foco do projeto que prevê a realização de oficinas para mobilizar e capacitar grupos gestores dos municípios priorizados pelo MTur

  
  
Fortaleza (CE) é o terceiro município a receber a oficina do Projeto de Gestão dos 65 destinos

O Ministério do Turismo começou a ampliar o leque de ações nos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Regional, que compreendem as 27 capitais brasileiras e municípios com vocação turística das cinco regiões. O foco agora é o fortalecimento da gestão desses destinos, a partir de um trabalho de mobilização e capacitação dos grupos gestores locais que será realizado em parceria com o Instituto Marca Brasil (IMB).

Fortaleza (CE), que recebe os técnicos do MTur e parceiros nesta quarta (19) e quinta (20), é o terceiro município a receber a oficina do Projeto de Gestão dos 65 destinos. Os outros que participaram desse projeto piloto foram Bento Gonçalves (RS) e Balneário Camboriú (SC). Participam da capacitação na capital cearense a secretária municipal de Turismo, Patrícia Aguiar, representantes de entidades de classe do setor de turismo que integram o grupo gestor local e a empresa Módulo, outra parceira do MTur no projeto.

“Essa iniciativa complementa outros projetos do ministério de estímulo ao desenvolvimento dos destinos para que aumentem sua competitividade nos mercados nacional e internacional”, explica a coordenadora geral de Regionalização do MTur, Ana Clévia Guerreiro Lima. Segundo ela, o fortalecimento da gestão prevê, entre outras medidas, a qualificação de gestores, elaboração de planos estratégicos, estímulo à troca de conhecimento entre as instâncias de governança regionais, além da utilização de ferramentas de acompanhamento e aferição de resultados.

Tarefas - O IMB percorre os destinos realizando oficinas para mobilizar e capacitar os atores locais para a gestão do turismo. Depois, entra em campo a empresa de tecnologia que desenvolve o sistema eletrônico de gestão e monitoramento da competitividade dos destinos. O sistema armazenará informações relativas ao Estudo de Competitividade dos 65 destinos, que está sendo realizado pela Fundação Getúlio Vargas e Sebrae.

A Módulo vai capacitar os gestores municipais para alimentar o sistema e acessar os conteúdos inseridos pelo MTur, órgãos estaduais e municipais de turismo, entre outros.

A programação das oficinas inclui reunião com representantes dos órgãos de turismo dos estados, apresentação do projeto, informações sobre as atribuições do grupo gestor além do planejamento das ações futuras e da assinatura de termo de compromisso. O MTur, juntamente com os parceiros, está definindo o calendário de visita aos demais municípios indutores do desenvolvimento regional.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em