Nova fase do Programa de Regionalização do Turismo

Criado há quase 10 anos, visa potencializar a estruturação da oferta turística regionalmente

  
  

O Encontro Nacional de Turismo, que teve início na noite de 15 de maio, com abertura solene, e se estenderá por todo o dia de hoje(16/5), com oficinas de trabalho, é parte do calendário de comemorações dos 10 anos do Ministério do Turismo.

Além disso, o encontro também marca a apresentação das novas diretrizes do Programa de Regionalização do Turismo (PRT), criado há quase 10 anos com o objetivo de potencializar a estruturação da oferta turística regionalmente, considerando a integração dos municípios.

Nessa próxima fase, o PRT promoverá um amplo diagnóstico das necessidades e potencialidades dos municípios e regiões para o turismo.

Desse diagnóstico nascerá uma categorização inédita, que norteará a dosagem de políticas públicas, de acordo com as necessidades de cada região, desde a mais básica, como o apoio à estruturação da gestão turística municipal, até a mais avançada, como a promoção internacional dos destinos.

O diagnóstico será realizado tendo como base oito eixos de gestão, estruturação e promoção: gestão descentralizada, com participação social e fortalecimento das entidades locais; planejamento e posicionamento de mercado, com a identificação da oferta de produtos; qualificação profissional; empreendedorismo e promoção de investimento; infraestrutura, com a identificação das obras e instalações necessárias; informação ao turista; promoção e apoio à comercialização; e monitoramento, com medição da satisfação dos turistas e dos resultados das atividades.

A nova fase do PRT não guarda mudanças conceituais ou filosóficas, mas traz ajustes que pretendem qualificar a concepção estratégica, as ferramentas de gestão e incorporar mecanismos de fomento que possam promover concepções inovadoras ao enfrentamento das fragilidades diagnosticadas.

Seu propósito é promover a convergência e a articulação das ações do MTur e do conjunto de políticas públicas setoriais nas regiões.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em