O bairro do Desterro está na vitrine

O bairro do Desterro é um dos onze que compõem o Centro Histórico de São Luiz do Maranhão. Tombado pela Unesco como patrimônio histórico da humanidade, essa região da capital maranhense guarda um

  
  

O bairro do Desterro é um dos onze que compõem o Centro Histórico de São Luiz do Maranhão. Tombado pela Unesco como patrimônio histórico da humanidade, essa região da capital maranhense guarda um dos principais conjuntos arquitetônicos do Brasil dos séculos XVIII e XIX. Apesar de abrigar importantes construções desse legado histórico, como a Igreja do Desterro, uma das mais antigas de São Luiz, e o Convento das Mercês, o bairro não conseguia atrair a atenção dos turistas que diariamente se dirigiam à Praia Grande, região consolidada no roteiro turístico de quem visita a cidade.

Após enfrentar um longo período de decadência econômica, a região começa a ganhar nova vida, ao colher os primeiros resultados de um plano de desenvolvimento sustentável construído em parceria com o Movimento Brasil de Turismo e Cultura. Batizado pela comunidade de Projeto Sustentar, o principal objetivo do plano é trazer visibilidade para o Desterro, por meio da valorização do seu patrimônio histórico e da promoção das riquezas culturais genuínas da tradição ludovicense, como o tambor de crioula, a gastronomia típica maranhense e o artesanato de pintura em azulejo.

Lançado em dezembro de 2006, em uma parceria entre o SEBRAE e o Instituto de Hospitalidade , o Projeto Sustentar tem como meta mostrar a riqueza cultural de São Luiz, a partir da tradição de sua própria comunidade, oferecendo aos visitantes produtos e serviços elaborados pelos moradores.

Destacando valores da cultura local, como “produtos dessa terra”, “histórias dessa terra”, “temperos dessa terra” e “artistas dessa terra”, o Sustentar pretende gerar novas oportunidades de trabalho e renda para a população.

O projeto já conta com o apoio de diversas entidades locais, a exemplo da Secretaria de Cultura do Estado do Maranhão, da Fundação Banco do Brasil, da Prefeitura Municipal de São Luiz, da Universidade Federal do Maranhão, da Cooperativa de Gastronomia do Desterro, do IPHAN-MA e do Núcleo Gestor do Centro Histórico de São Luiz.

Os primeiros passos já foram dados. Participando de oficinas de capacitação abordando temas como segurança alimentar, educação patrimonial, artesanato de pintura em azulejo e artesanato em cerâmica, a comunidade do Desterro se prepara para criar os produtos culturais e roteiros turísticos que vão impulsionar o desenvolvimento sustentável da região.

Por intermédio da Cooperativa de Gastronomia Típica do Desterro, hoje os visitantes já podem experimentar a culinária local, degustando os pratos típicos oferecidos por moradores, e conhecer melhor a história da capital maranhense, assistindo ao espetáculo teatral "De volta ao passado". A terra dos ludovicenses já está na vitrine.

Fonte: Movimento Brasil

  
  

Publicado por em