Olá, Turista! ensina inglês e espanhol para paranaenses

Interessados têm até o dia 31 para se inscrever. Pré-requisito é ser estudante, empreendedor ou trabalhador do setor turístico ou áreas afins

  
  

Enrolar a língua para dizer “I am learning English” parece inibidor para um iniciante? Quando o professor é um computador, esse tipo de constrangimento está totalmente descartado.

A flexibilidade do programa de estudos, que é online, o conteúdo adaptado ao dia-a-dia de atendimento ao turista e a gratuidade do treinamento estão entre os principais atrativos e facilidades dos cursos do programa Olá, Turista!, iniciativa do Ministério do Turismo (MTur) em parceria com a Fundação Roberto Marinho (FRM).

Na primeira reunião de mobilização realizada pelo governo federal em Curitiba (PR), na manhã desta segunda-feira (19), associações, entidades de classe, iniciativa privada e governo local, 500 senhas já estavam ativadas em todo o estado.

Até o dia 31, 20 mil vagas serão distribuídas para interessados de seis estados-sede da Copa do Mundo FIFA de Futebol de 2014: Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Mato Grosso e Minas Gerais, que participam da segunda etapa do programa. “A demanda varia de acordo com o peso e a representatividade do turismo na economia local”, explicou Kátia Silva, coordenadora-geral de Projetos e Estruturação do Turismo do MTur.

O diretor técnico da Paraná Turismo, Milton Karam, aprovou a estratégia e convocou as instituições presentes para a adesão imediata. Segundo Karam, “trabalhar no horizonte de 2014 pode dar a impressão de que muito tempo nos separa desse futuro. Na verdade estamos organizando nossa oferta no momento mais oportuno, quando ainda temos prazos suficientes para induzir o processo de qualificação dos nossos profissionais e serviços”, definiu, citando as oportunidades de construção de um legado social para os brasileiros, após a Copa de 2014.

O processo de inscrição e acesso às vagas é simples e rápido. Para as entidades de classe, o primeiro passo é consultar quantos associados querem fazer o curso. Depois, a entidade solicita as vagas, para só então receber os códigos de acesso e distribuí-los para os alunos validarem o seu cadastro pelo site. No primeiro acesso, os inscritos passarão por um teste de língua portuguesa e interpretação. Em caso de dúvidas, a central de atendimento do programa dispõe de orientadores que auxiliam participantes pelo número 4003-2720 (capitais e interior).

WELCOME TO BRAZIL!
A curitibana Maria Eduarda Alves, 19 anos, é aluna do curso de graduação em Turismo. Mas, fora da universidade federal do Paraná, ela também é aluna do curso de espanhol pelo programa Olá, Turista!. “Quatro etapas de ensino são abordadas no curso: audição, compreensão oral e exercícios de leitura e de escrita”, conta ela. Para Michele Donat, 25 anos, profissional da área de qualificação e treinamento do Sindotel Paraná, o curso de inglês iniciado há um mês vai ter proveito profissional e pessoal. “É um inglês de sobrevivência, o conteúdo é muito interessante e prático. O idioma proporciona contato com o mundo”, alegra-se a aluna.

Ao optar por um dos idiomas estrangeiros e iniciar o curso, o aluno terá de três meses a um ano para concluir o programa de estudos, dividido em três módulos (Básico, Profissional e Regional), com duração total de 80 horas/aula. “O conteúdo foi elaborado com base em um mapeamento que levantou os diálogos mais frequentes em um dia corriqueiro no trabalho de garçons, taxistas, atendentes de hotéis, entre outras ocupações da cadeia produtiva do setor”, explicou Adriane Gazolla, coordenadora de Teleducação da Fundação Roberto Marinho.

Como informar ao turista qual o museu mais próximo, a localização do Jardim Botânico ou o prato principal da culinária paranaense? Essas e outras informações históricas e culturais da região também estão incluídas no plano pedagógico.

Para complementar o processo de ensino-aprendizagem, os alunos podem consultar um amplo material de apoio - que inclui o acesso a telecentros, espaços equipados com computadores de livre acesso aos inscritos; mais de 80 vídeos com expressões mais usadas e alertas de pronúncia no YouTube; e ainda programas especiais transmitidos pelo Canal Futura, na TV aberta.

Logins sem acesso por 30 dias serão desativados. A vaga será remanejada para a lista de espera de inscritos.

O PROGRAMA
O objetivo do Olá, Turista! é treinar 80 mil estudantes, empreendedores e trabalhadores do turismo nos 12 estados-sede da Copa do Mundo de Futebol FIFA 2014. A inscrição pode ser realizada pelo site (www.olaturista.org.br) quando o interessado não mantém vínculo com órgãos do setor, ou solicitando a vaga junto a federações ou organizações profissionais locais, se o interessado é filiado ou associado a entidades envolvidas com turismo no estado. Estudantes de ensino médio, de cursos técnicos ou de graduação em Turismo, Hotelaria ou Gastronomia precisam apresentar número da matrícula para solicitar a sua vaga, também pelo site do programa.

Ao concluir o curso, os alunos estarão iniciados em idiomas estrangeiros, “ferramenta de comunicação imprescindível na recepção de pelo menos meio milhão de visitantes estrangeiros que devem desembarcar no Brasil em 2014”, calculou Kátia Silva.

MAIS INFORMAÇÕES
Vinte e dois telecentros de atendimento estão disponíveis para auxiliar participantes do programa nos 12 estados-sede do mundial de 2014. As chamadas “salas de conexão” dispõem de suporte técnico para acessar a escola virtual. E, pelo site do programa, é possível consultar endereço e horário de funcionamento de cada uma delas.

Os beneficiados pelo programa são profissionais e empreendedores individuais que trabalham em contato direto com turistas estrangeiros, o que envolve conversação e relacionamento interpessoal. Entre eles estão recepcionistas, telefonistas, garçons, taxistas, guias de turismo, atendentes, artesãos, além de ocupações nas áreas da saúde, segurança pública e comércio. Estudantes do Ensino Médio, alunos de cursos técnicos ou universitários cursando graduação em turismo, gastronomia e hotelaria também estão entre os beneficiados.

Em breve, entidades de classe, associações e demais órgãos do setor turístico que participaram do programa solicitando vagas para filiados e/ou associados poderão criar relatórios de desempenho dos alunos, por estado.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em

Anderson Alves

Anderson Alves

11/11/2010 10:46:03
Falar de ecoturismo é muito bacana, porém difícil de aceitar o que seja o ecoturismo. Por que nós teríamos que ter mais compromisso com o nosso planeta, e teriamos
que saber usar melhor os recursos naturais para nossa necessidades.
Se eu e todos nós, donos do nosso Planeta Terra não mudarmos de atitude já, estaremos colocando a nossa sobrevivencia em risco.