Paranaguá e a bela Ilha do Mel

Apesar de sua curta extensão, o litoral do Paraná reúne muitos predicados. O suficiente para encantar o turista atento a detalhes culturais, gastronômicos, históricos e religiosos

  
  
Ilha do Mel

Apesar de sua curta extensão, o litoral do Paraná reúne muitos predicados. O suficiente para encantar o turista atento a detalhes culturais, gastronômicos, históricos, religiosos, humanos, etc.

Os cenários naturais se alternam entre baías, praias, ilhas, manguezais, reservas ecológicas.

A história e a religião encontram tradução em um rico patrimônio de edificações e igrejas. A culinária assegura mesa farta e iguarias como o barreado. A infra-estrutura dos balneários e das cidades da região atende às necessidades dos visitantes. Na temporada de verão, a agenda de atividades é significativa, com diversas opções para a prática de eco-turismo, esportes náuticos, pesca esportiva e outros.

No litoral do Paraná existem apelos turísticos para os mais diversos públicos. Nesse recanto de belezas sem igual se encontra Paranaguá, a cidade mais antiga do estado, e sua belíssima ilha, a chamada Ilha do Mel.

Paranaguá
Paranaguá oferece aos visitantes uma ampla estrutura para atividades culturais, como o Teatro da Ordem e diversas igrejas. O Porto de Paranaguá se destaca pela exportação de grãos, sendo o maior desse produto no país.

Conta com diversos pontos de turismo, como mercados, igrejas, o porto e a baia de Paranaguá. Possui três mercados: o de artesanato, o Brasílio Abud e o do Café. Eles oferecem aos visitantes variedades em artesanato e cultura local, como artigos feitos em palha e madeira. Os turistas também encontram produtos hortifrutigranjeiros, pescados, açougue e lanchonete.

A Estação Ferroviária é o ponto inicial da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba e uma das maiores obras da engenharia ferroviária do mundo, pois vence a Serra do Marchega até o Primeiro Planalto, transpondo abismos e penhascos, além da densa vegetação. No trajeto, existem 114 túneis, 41 pontes e viadutos gigantes, em estrutura metálica.

O Museu de Arqueologia e Etnologia de Paranaguá contém um acervo composto por mais de 25.000 peças, entre coleções de arqueologia, cultura popular e etnologia indígena, além de documentação textual, sonora e visual. O local foi tombado, em 1938, como Patrimônio Artístico e Cultural.

O Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá, fundado em 1931, se localiza no centro histórico e conta com um acervo de jornais, porcelanas, armas, moedas, instrumentos de trabalho e peças de mobiliário dos séculos XVIII. As peças com mais destaque são a imagem de Nossa Senhora das Vitórias e o canhão de um corsário francês que naufragou na Ilha da Cotinga em 1718 e foi encontrado em 1963.

Ilha do Mel
Um dos destinos prediletos dos turistas em visita ao Paraná no verão, a Ilha do Mel, a 130 quilômetros de Curitiba, começou a ser colonizada pelos portugueses ainda do Século XVI.

Com localização estratégica, na entrada da Baía de Paranaguá, sempre foi alvo de cobiça de invasores espanhóis e de piratas franceses, ingleses e holandeses. Por isso, em 1766, D. Luiz de Souza Botelho de Mourão, administrador da Capitania de São Paulo, ordenou o início das obras de Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres.

O espaço possui muralhas de 1,5 metros de espessura e de sete metros de altura, com guaritas, prisões, cozinha, calabouço e capela. Hoje em dia, os turistas podem caminhar entre os muros, observar canhões dos séculos XVIII e XIX e percorrer um labirinto de túneis.

Outra atração referencial é o Farol, construído em 1870 no alto do Morro das Conchas. A caminhada de cinco minutos até a construção permite uma boa vista de toda a ilha. A visita ao interior do prédio, no entanto, é proibida.

Outro local que chama a atenção é a Gruta de Encantadas. Com 30 metros de profundidade, segundo os moradores da região, a gruta emana energias místicas. A fama começou no século XIX, com uma lenda de que em noites de lua cheia belas mulheres apareciam na gruta, seduzindo quem andasse nas proximidades. Os homens que não resistissem aos encantos nunca mais eram vistos.

A ilha tem opções de pousadas, hostels e restaurantes, com uma boa infra-estrutura turística, núcleo de informações, lojas de artesanato e terminais para os barcos provenientes do continente.

No entanto, seu diferencial está na natureza preservada, nas praias que atraem famílias e muitos surfistas, nas possibilidades de fazer atividades esportivas, de ecoturismo e de aventura e no fato de que na Ilha do Mel não entram veículos motorizados.

Os acessos em seu interior são feitos por meio de trilhas, onde o visitante se desloca a pé ou em bicicletas, que podem ser alugadas na ilha. E para chegar, apenas de barco. Esse recanto é especialmente protegido, tornando-se o paraíso ideal para o turista que deseja descansar, recuperar as energias próximo à natureza e se divertir.

Região do Litoral do Paraná
Berço da colonização do Estado, no Litoral se encontram cidades históricas, Mata Atlântica e muitas praias, localizadas em badalados balneários ou em ilhas como a Ilha do Mel e a Ilha do Superagui. Suas baías são propícias para a prática do turismo náutico e a Serra do Mar esconde magníficos cenários para o ecoturismo e o turismo de aventura.

É dessa região um dos pratos típicos mais conhecidos do Paraná, o saboroso Barreado, que pode ser apreciado acompanhado de banana in natura, na cachaça ou em doces e balas. Conheça a Região do Litoral do Paraná.

Fonte: Governo do Paraná

  
  

Publicado por em

Anderson Munhoz

Anderson Munhoz

13/05/2012 13:55:41
A melhor pousada da Ilha do Mel é sem dúvida a Grajagan!! Não simplesmente pela decoração toda temática, nem pelo atendimento excepcional, tampouco pela sua cozinha formidável. Eu acho ela a melhor porque sua vista é única! Fica a 20 metros da praia mais bonita da ilha, Praia Grande. Eu realmente indico ela porque me senti em casa, mesmo estando longe dela!