Pedro Novais reúne-se com empresários na Alemanha

Ministro afirma que a ITB é um canal importante para novos contatos e oportunidades de negócios entre empresas brasileiras e estrangeiras

  
  

O ministro do Turismo, Pedro Novais, participou do International Hotel Investment Forum (ITB), em Berlim, na Alemanha. O evento anual reúne mais de 1,5 mil investidores, operadores de turismo e empresários do setor hoteleiro. Os projetos e gargalos para a realização da Copa do Mundo de Futebol Fifa 2014 foi um dos temas discutidos entre o ministro e empresários do setor.

Questionado sobre as altas taxas de juros, necessidade de novas linhas aéreas, problemas nos aeroportos e necessidade de maiores incentivos por parte do governo federal, o ministro respondeu que o Brasil está consciente do que deve ser feito. “Estamos trabalhando, como nunca, para receber 7 milhões de turistas em 2014, ano da Copa do Mundo, e mais de 8 milhões em 2016, ano dos Jogos Olímpicos”, afirmou.

O ministro reconheceu que existem limitações, mas disse que o governo federal está buscando parcerias e novas oportunidades de negócios para atender as demandas do turismo brasileiro. "Sabemos que não vivemos um paraíso. Este é um dos motivos de estarmos aqui hoje”, disse ele, ao falar da agenda programada para o estande do Brasil na ITB. “Nossa equipe estabelecerá contatos, abrirá caminho para novas oportunidades de negócios entre empresas brasileiras e estrangeiras e apresentará o que o Brasil tem de melhor a oferecer para operadores, agências de viagem e público final”.

Novais reuniu-se com José Roquette, diretor do grupo Pestana, Dominic Seely, gestor patrimonial da Townhouse Capital, Hans Nagl, diretor da Austrian Business, Ian Carter, presidente da rede norte-americana Hilton, e Pedro Viriato, concessionário da rede Hilton no Brasil.

De olho no turismo doméstico brasileiro, Ian Carter afirmou que a rede Hilton tem plano de abrir pelo menos 10 novos hotéis em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília. O executivo chamou a atenção para a consolidação da estabilidade política e econômica do Brasil, o que, segundo ele, permite campo seguro para investimentos de longo prazo.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em