Portaria estabelece critérios mais rigorosos para a prestação de contas

Somente entidades com bons antecedentes administrativos poderão celebrar novos convênios com o Ministério do Turismo

  
  

A partir de hoje, o Ministério do Turismo só poderá celebrar convênios com entidades sem fins lucrativos que comprovarem a aplicação regular de repasses de recursos públicos anteriormente recebidos. A medida foi definida em portaria, assinada pelo ministro do Turismo, Pedro Novais, que foi publicada nesta sexta-feira (12) no Diário Oficial da União.

O ato normativo também estabelece novas regras para a aprovação de prestações de contas de convênios e instrumentos similares, firmados junto a entidades públicas ou privadas.

Entidades conveniadas terão 30 dias, terminado o prazo de vigência do convênio, para apresentar a prestação de contas – antes, o prazo poderia chegar a até 60 dias. Caso o procedimento não seja cumprido dentro do prazo fixado, a entidade terá mais dez dias para a regularização dos documentos ou devolução dos recursos. Prestações de contas apresentadas dentro do prazo previsto pela portaria terão 15 dias para regularizar pendências, se forem constatadas.

Clique aqui para acessar a portaria na íntegra.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em