Praça dos Exageros será a nova atração de Itu

Depois de atravessar em frente ao semáforo e tirar uma foto do lado do orelhão gigante, surge uma dúvida.

  
  

Depois de atravessar em frente ao semáforo e tirar uma foto do lado do orelhão gigante, surge uma dúvida. O que mais a cidade onde tudo é grande oferece aos seus turistas que buscam a fama do exagero?

Uma boa resposta pode ser dada através de outros títulos dados a Itu: Roma Brasileira, com mais de 50 igrejas espalhadas pelas zonas urbana e rural, sendo que pelo menos oito delas tem mais de cem anos. E pelas 32 fazendas históricas, com fogão à lenha, culinária típica, cavalgadas, contato com a natureza, artesanato e trilhas. Um exagero de diversão!

Porém, segundo o secretário municipal de Turismo, Lazer e Eventos de Itu, Osmar Barbosa, 85% dos turistas que vem para Itu buscam objetos que retratam a fama de cidade dos exageros. “A opção encontrada para explorar mais esse tipo de turismo será a construção da única praça exagerada do mundo”.

Os atrativos previstos para a praça são equipamentos de recreação infantil comuns de um playground, mas com o diferencial de representarem objetos em tamanho ampliado, simbolizando assim a fama de “terra onde tudo é grande”. Tais atrativos deverão ser custeados por empresários parceiros da Prefeitura.

“O nosso objetivo é que o turista interaja com os objetos que serão instalados. Uma trena pode servir como escorregador, ou pode haver uma ponte entre duas garrafas de refrigerante”, explica o secretário. E completa: “Os exageros dependem de parceria com a iniciativa privada. Tudo varia de acordo com a empresa que financiará a atração”.

Como a praça tem o objetivo de atrair mais visitantes para Itu, propagando a fama dos exageros, haverá ainda uma estátua representando o saudoso humorista Francisco Flaviano de Almeida, o “Simplício”, que irá recepcionar os turistas na entrada do parque.

Os objetos terão no mínimo 4 metros de altura - alguns podem chegar a 7 - e serão feitos de fibra de vidro. O valor de cada um varia de R$20 a R$ 40 mil. Além disso, as empresas patrocinadoras contribuirão para a construção do boneco do Simplício e de outros objetos variados, como xícaras, frutas e chocolate.

Sobre a infraestrutura, a Prefeitura de Itu informa que a primeira fase da Praça dos Exageros foi concluída no ano passado, com a implantação de calçamento, alambrado para controle de entrada e saída, duas lanchonetes, sanitários, canteiros e outros itens. “A infraestrutura do parque foi executada com o dinheiro de um convênio feito com o governo federal”, afirma Osmar Barbosa.

A futura Praça dos Exageros está localizada ao lado do Centro de Lazer “Franco Montoro”, no bairro Padre Bento. “Esse era o único lugar público disponível e sem nenhuma construção planejada. Infelizmente não é tão próximo do centro histórico de Itu, mas é em uma das principais entradas da cidade. Outro ponto positivo é que existe possibilidade de expansão dessa área”, explica o secretário.

Com o objetivo de identificar os pontos negativos e positivos da estrutura turística da cidade, a Prótur – Associação Pró-Turismo de Itu encomendou um levantamento de informações do Plano de Desenvolvimento do Turismo (PDT) em Itu. Durante oito meses foram realizadas pesquisas, diagnósticos, prognósticos e planejamento, que concluíram que o setor precisa ter uma nova identidade, unificando os segmentos existentes na cidade. “Temos um reconhecimento nacional pela fama de exagero e isso é um ponto forte; mas a cidade precisa usar o gigantismo para atrair os turistas aos outros atrativos”, diz Gleice Guerra, coordenadora técnica do PDT.

“O nosso objetivo é justamente esse, o de trazer mais turistas para cá, divulgando não apenas a fama dos exageros, mas também os outros pontos fortes da cidade”, afirma o secretário de Turismo. A principio, um quadro de informação indicando outros pontos turísticos foi colocado na praça.

O problema é que, quase um ano depois, os únicos que têm acesso a essas informações são os Guardas Municipais Hélio Roque, Moreira, José Maria e Iracema, que se revezam na segurança do ambiente ainda mal aproveitado. Os planos são que esse espaço torne-se a única praça exagerada do mundo, mas por enquanto é apenas um projeto.

Itu.com.br
Por Camila Bertolazzi

  
  

Publicado por em