Prevenção é compromisso

Carta de Goiânia é resultado do curso de formação de multiplicadores do Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo

  
  

Representantes dos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal assinaram, nessa sexta-feira (16/07), em Goiânia (GO), termo de compromisso tendo em vista o enfrentamento à exploração sexual e demais formas de violação dos direitos humanos das crianças e adolescentes. A Carta Goiânia é resultado do curso de formação de multiplicadores do Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo. O evento reuniu 50 pessoas, entre 13 e 16 de julho, na capital goiana. O projeto é uma parceria entre o Ministério do Turismo (MTur), por meio do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), e o Centro de Excelência em Turismo (CET) da Universidade de Brasília (UnB).

“Ao promover os cursos por todo o Brasil, temos como meta formar multiplicadores na temática, que atuem de maneira articulada. Temos a certeza que ações de prevenção são essenciais para atingir bons resultados”, ressalta a coordenadora-geral do TSI, Elisabeth Bahia.

Para os participantes do curso, a exploração sexual, bem como todas as outras formas de violações dos direitos humanos de crianças e adolescentes, é crime. Logo, é dever do Estado, sociedade e empresários do setor turístico a prevenção e multiplicação do tema na cadeia produtiva do turismo, por meio de parcerias com os meios de comunicação, por exemplo.

Durante o encontro, os representantes dos estados defenderam, ainda, a inserção do tema da exploração sexual de crianças e adolescentes nas diretrizes curriculares dos cursos de turismo (técnicos e superiores). Além disso, para os participantes, é importante o incentivo e apoio a pesquisas sobre o tema da exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo.

A coordenadora nacional do Projeto de Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo do CET da UnB, Elisangela Machado, destaca que quanto maior a divulgação, melhor para o setor do turismo. "A sociedade se informa sobre o tema, os números de denúncias aumentam e, assim, pode-se identificar as áreas de maior incidência e as ações específicas a serem tomadas conforme a realidade de cada região do país”.

Após, percorrer o Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o curso de formação de multiplicadores chega às regiões Sul e Sudeste. Desta terça-feira (20/07) até sexta-feira (23/07), a cidade de Florianópolis (SC) sediará o evento referente aos estados da Região Sul (Rio Grande do Sul e Paraná). No período de 27 a 30 de julho, Vitória (ES) receberá os participantes do Sudeste (Rio de Janeiro e São Paulo).

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em