Recife tem a melhor política pública do País na gestão do turismo

Estudo do MTur, FGV e Sebrae apontam desempenho extraordinário

  
  

O turismo do Recife foi reconhecido nacionalmente na última terça-feira (8), em Brasília, pelo Ministério do Turismo (MTur), Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Dados mostram um panorama dos 65 destinos turísticos principais do Brasil. Em Pernambuco, integram o levantamento o Recife, Ipojuca e Fernando de Noronha.

O Recife obteve a média geral de 72,9. A média geral das cidades brasileiras foi de 54, dos destinos do Nordeste, 50,4, das capitais, 61,9, e das não capitais, 48,4. O Recife teve o maior percentual de crescimento (2,0), sendo em 2009 a média de 72,9 contra 70,9 (2008). Dos 13 itens analisados, o Recife mostrou sua força com crescimento e destaque para infraestrutura geral, marketing, capacidade empresarial, monitoramento, economia local, entre outros.

Para o secretário de Turismo do Recife, Samuel Oliveira, o resultado confirma o bom momento vivido pelo destino. “No dia de Nossa Senhora da Conceição, recebemos um grande presente. O Recife teve a gestão municipal aprovada, reconhecida e é hoje uma referência nacional. Nosso plano de ação tem sido executado principalmente com foco em serviços, produto, infraestrutura e promoção de venda do destino, priorizado sempre a melhoria da cidade para a população”, reflete.

Oliveira credita o sucesso também ao apoio de toda a gestão da Prefeitura do Recife, do Trade Turístico e à participação da população em especial na plenária exclusiva do setor no Orçamento Participativo. Com a previsão de quase dobrar o número de leitos até 2014, passando a oferecer aproximadamente 21 mil leitos, e subsede da Copa do Mundo, o Recife se prepara para manter e melhorar seus resultados com os projetos da gestão municipal como o Recife Mais, que prevê investimentos de R$ 480 milhões até 2012.

Para o ministro Luiz Barretto, o estudo auxilia ao dar foco aos investimentos e às prioridades. “Retrata o panorama dos destinos e auxilia na projeção de ações. É um diagnóstico, que contribui para melhorar a qualidade do turismo brasileiro”, afirma. Segundo Barretto, o Nordeste é a região que mais cresceu nos últimos anos e o turismo tem um papel fundamental.

O Estudo de Competitividade foi iniciado em 2007 e representa uma série histórica de dados científicos sobre os aspectos do turismo brasileiro. Este ano, entre abril e outubro, pesquisadores percorreram os 65 destinos indutores brasileiros. O levantamento aponta a evolução em quesitos nas atividades relacionadas ao setor de turismo.

Ainda de acordo com Samuel Oliveira, outro motivo a ser comemorado é que recentemente o projeto da Prefeitura do Recife “Turismo na Comunidade”, executado pela Secretaria de Turismo, foi apontado como finalista do prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - ODM Brasil 2009, criação do Governo Federal com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O “Turismo na Comunidade” concorreu com 1,5 mil projetos inscritos em todo o País. Os vencedores serão anunciados até fevereiro e premiados em Brasília. “Temos muito o que comemorar e certamente 2010 nos trará ainda mais alegrias”, comenta.

Fonte: Prefeitura de Recife

  
  

Publicado por em