Rotas do Pinhão, uma opção turística barata e convidativa

Cultura, gastronomia, ruralismo e qualidade de vida compõem o mix variado de turismo, que inclui Curitiba e municípios da Região Metropolitana

  
  
Caminho do Vinho é atração em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba

Curitiba é o ponto de referência das Rotas do Pinhão, uma região do Paraná onde se pode encontrar muitos encantos e um misto de história com natureza, que oferece uma infinidade de paisagens, restaurantes, vinícolas, parques e áreas rurais para lazer e hospedagem.

São roteiros que agradam visitantes que buscam cultura, religião, lazer e saúde em atrativos diferenciados, além de uma excelente opção para as férias de inverno, sem grandes deslocamentos.

A região das Rotas do Pinhão engloba o município de Curitiba e Região Metropolitana, compreendendo desde Cerro Azul e Balsa Nova, até Campina Grande do Sul e São José dos Pinhais.

No inverno, a região se torna especialmente interessante, pois engloba características tipicamente rurais, em meio a tradições campeiras e paisagens fenomenais. A diversidade oferecida ao viajante, que se delicia com roteiros onde pode encontrar produtos de consumo local, como vinhos, sucos, geléias, conservas, embutidos e hortaliças orgânicas, se destaca pela valorização dos recursos naturais e pelas raízes rurais da região.

As baixas temperaturas não são empecilho para desfrutar das belezas e atrativos da região, que conta com 67 pontos turísticos diferenciados, que funcionam o ano todo. “Hoje, o que o turista mais busca são roteiros novos, opções que fujam do tradicional. A gastronomia e as formas de lazer rural da região das Rotas do Pinhão chamam a atenção e se mesclam a uma série de atrações para os visitantes, com preços convidativos. É uma excelente opção para aqueles que tiram férias nesse período”, explica Patrícia Albanez, consultora do Sebrae/PR.

Passeio gastronômico

A gastronomia oferecida pelo roteiro das Rotas do Pinhão é um passeio pela produção artesanal de produtos típicos, que retratam a identidade cultural local e regional. São aromas e sabores que atraem o visitante, a começar por Santa Felicidade, o bairro mais italiano de Curitiba, que reúne um grande número de restaurantes servindo comida típica.

Além disso, no Mercado Municipal de Curitiba é possível conhecer comidas típicas do mundo todo e o primeiro Mercado de Orgânicos do País, em um espaço em que os aromas de frutas e peculiaridades de um atendimento muito diferenciado chamam atenção.

Atrativo novo em Curitiba, o Paço da Liberdade é o elegante edifício que já abrigou a Prefeitura Municipal e o Museu Paranaense. Revitalizado recentemente, o Paço da Liberdade – Sesc Paraná transformou-se em patrimônio estadual e nacional e hoje é um centro cultural da cidade.

Fora da Capital, produtos coloniais e muito vinho ganham destaque no Circuito Italiano de Turismo Rural de Colombo e no Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais e em Campo Largo.

No final do mês de julho, por exemplo, São José dos Pinhais oferece aos visitantes sua tradicional ´Festa do Vinho e Mostra de Folclore`, que já está na oitava edição e atrai turistas das mais diversas regiões do Paraná e de outros estados. O evento é conhecido como forma de incentivo à cultura italiana e oferece, além de uma série de shows, degustação de risoto, frango, vinhos e da tradicional polenta de oito metros.

"O Caminho do Vinho de São José dos Pinhais oferece muitas opções durante o inverno, independentemente da feira. São três restaurantes, uma pizzaria e três cafés coloniais, que servem produtos tipicamente italianos e rurais, como salames, queijos, compotas, sopas, pães, vinhos coloniais, entre outros produtos que são verdadeiras atrações nos dias mais frios”, explica o agente administrativo do Departamento de Turismo de São José dos Pinhais, Marcos Daniel Kuzna.

Mosaico de cores

As Rotas do Pinhão garantem um passeio diferenciado que une passado e presente, caminhando lado a lado em monumentos, museus, igrejas e na tradicional Feira de Artesanato, que acontece todos os domingos em Curitiba.

Toda a região ao redor da Capital se destaca pela convivência de diversas etnias com costumes referenciados em memoriais, na dança, música, gastronomia, artesanato e em muitos eventos realizados durante o ano todo. São alemães, poloneses, italianos, japoneses, ucranianos e muitos outros povos, que contribuem para a e formação de um mosaico de cores e sabores.

Os municípios de Campo Largo e Campo Magro oferecem como destaque cultural o Roteiro de Turismo Rural nas Colônias Polonesas. São 10 pontos de visitação que incluem cafés coloniais, espaços de artesanato, comercialização de plantas medicinais, chás, flores e mel, além da degustação de pratos típicos poloneses, preparados pelas próprias famílias de descendentes.

Outro destaque da região são os parques com vegetação abundante, onde é possível praticar atividades esportivas e de lazer. Em Curitiba, o roteiro de parques pode ser visitado em um passeio pelos ônibus da Linha Turismo, que passa por 25 pontos turísticos da cidade. A Linha funciona de terça a domingo, com saída dos ônibus a cada 30 minutos.

Pagando a tarifa de R$ 20,00 o usuário recebe uma cartela com cinco tíquetes, que lhe dá direito ao embarque e quatro reembarques, permitindo que a pessoa escolha o ponto turístico que quer conhecer melhor e podendo embarcar novamente na Linha Turismo para cumprir o restante do trajeto.

Esportes ao ar livre

Em meio às paisagens naturais das Rotas do Pinhão, o turista que gosta de atividades de aventura e prática de esportes se delícia com o cicloturismo por estradas rurais, voo livre, escalada, rapel e outras opções de experiências ao ar livre, muitas deles incentivando o ecoturismo, com uma enorme quantidade de parques naturais e áreas preservadas, que garantem passeios inesquecíveis junto à fauna e flora local.

A coordenadora de turismo da agência de viagens Praia Secreta, Kelly Gonçalves, aponta as férias de inverno como a melhor época do ano para se praticar atividades esportivas em família. “Algumas pessoas procuram o rapel no inverno como uma forma de fazer esportes junto com os filhos e estimular a consciência ecológica dos pequenos. Nessa época é mais fresco e tranquilo, facilitando a prática para as crianças, que costumam gostar muito de estar junto com os pais e em contato com as belezas naturais de municípios como São Luiz do Purunã, por exemplo”, comenta.

Piraquara também se destaca pelo ecoturismo, que pode ser praticado durante o inverno na região do Caminho do Trentino dos Mananciais. Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Turismo de Piraquara, Gilmar Clavisso, durante os meses de julho e agosto, as caminhadas a cavalo são uma ótima oportunidade de os visitantes conhecerem a região, com muitas trilhas e cachoeiras.

“O turista que visita o caminho durante o inverno aproveita o montanhismo, escalada e caminhadas em trilhas, vendo paisagens diferentes e, à noite, pode ser recepcionado em sua volta aos hotéis-fazendas e pousadas da região com um belo prato de truta com vinho ou um tradicional ponche antigo. É uma excelente pedida para os meses de julho e agosto”, conta o secretário.

Serviço:
Contatos para os visitantes
Instituto Municipal de Turismo Curitiba Turismo – (41) 3250-7720
www.viaje.curitiba.pr.gov.br
Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo de São José dos Pinhais – (41) 3398 9613
Agência de Viagens Praia Secreta – (41) 3256-3333
Departamento de Turismo de Piraquara – (41) 3673 4442 / 3673 0186
Informações para a imprensa:
Assessoria de Imprensa Regional Centro-Sul do Sebrae/PR
Luciana Baroni - (41) 3035-5669 ou 9194-4403
jornalismocuritiba@savannah.com.br
Coordenação: Jaqueline Gluck – (41) 9602-7541
Leandro Donatti – Jornalista Sebrae/PR – (41) 3330-5895 ou 9962-1754

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em

Leticia carla

Leticia carla

15/10/2009 21:00:54
otimo, lindo, quero ir ver de pertinho esse lugar lindo e maravilhoso