Santa Branca encanta com sua simplicidade e construções históricas

Distante a 98 Km da capital, Santa Branca chama a atenção dos turistas pelo título que ostenta – Cidade Presépio, já os mais radicais vão adorar conhecer a Cachoeira do Putim

  
  
Distante a 98 Km da capital, Santa Branca é conhecida como Cidade Presépio

Distante a 98 Km da capital, Santa Branca chama a atenção dos turistas pelo título que ostenta – Cidade Presépio. Localizada próxima à Via Dutra, o município conta com várias construções históricas emolduradas por belas paisagens. Entre os destaques estão a famosa Igreja Matriz e a Toca do Leitão, rodeada pelas águas do Rio Paraíba do Sul.

Para começar o passeio, uma boa opção é ir conhecer o Edifício Ajudante Braga. O local é considerado patrimônio histórico e foi construído com a mão de obra escrava. Até hoje estão conservadas as paredes de taipa de pilão, da época imperial.

A Igreja Matriz é um dos principais pontos de encontro da cidade. Inaugurada em 1832, a construção conta com paredes de taipa de pilão e sempre no segundo domingo do mês é realizada uma feira de artesanato à sua volta, na Praça Matriz. Entre os itens presentes estão peças em couro, madeira, crochê, bordado, cerâmica, barbante e pintura.

Os mais radicais vão adorar conhecer a Cachoeira do Putim. Localizada no bairro que leva o mesmo nome, na divisa com o município de Guararema (distante 15 Km do centro de Santa Branca), possui uma queda d´água de aproximadamente 50 m sobre laje de pedras.

Outro ponto natural que garante uma excelente vista é a Toca do Leitão. O local é ótimo para passeios de barcos, onde é possível conhecer diversas ilhas com seus animais e pássaros silvestres. Outra opção é simplesmente relaxar à beira do Rio Paraíba do Sul.

Para completar a viagem, o turista pode aproveitar para experimentar produtos típicos como cachaças artesanais, licores e vinhos. Sendo que o grande destaque de Santa Branca fica por conta dos doces caseiros produzidos a partir da goiaba e da laranja.

Origem do nome Cidade Presépio

Curiosos para saber o porquê de Santa Branca ser chamada de Cidade Presépio? O nome veio ainda na década de 50 quando o local contava com seus 3 mil habitantes e precisava de um codinome.

Na época, o prefeito Waldemar Salgado sugeriu “Santa Branca Terra da Saúde”, mas Jarbas Queiroz, turista vindo do Rio de Janeiro, não gostou muito da ideia e sugeriu algo melhor – Cidade Presépio. A razão foi que durante a visita ao município, ele observou as ladeiras, as casinhas, a simplicidade das pessoas e acabou tendo a lembrança de um presépio.

Depois disso, o nome marcou e até hoje é símbolo da cidade. Inclusive no final do ano, as casas, a Casa de Cultura e também a Igreja Matriz enfeitam-se para a chegada do Natal.

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em