Senado aprova empréstimo do BID para o Ceará

O estado é o primeiro a obter autorização para contratar financiamento internacional no âmbito do Programa de Desenvolvimento Nacional do Turismo

  
  

O Ceará contará com US$ 250 milhões para investir em projetos turísticos nos próximos quatro anos. O Senado Federal autorizou, na terça-feira (03), a contratação do empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). É o primeiro financiamento internacional autorizado para estados e municípios que participam do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur).

O projeto do Ceará contempla seis áreas: Produto Turístico, Infraestrutura, Gestão Ambiental, Fortalecimento Institucional, Comercialização e Administração do programa. O financiamento é de US$ 150 milhões, com contrapartida estadual de US$ 100 milhões. Mais de 50% do valor global do empréstimo será aplicado em infraestrutura turística. São obras de duplicação, adequação, recuperação e implantação de rodovias, aterros sanitários, aeroportos, entre outros.

O projeto do estado prevê, por exemplo, a ampliação e construção de terminal de passageiros no aeroporto de Aracati e obras em vários trechos rodoviários de acesso a praias e outros destinos importantes do Ceará. Estão previstas também intervenções nos polos turísticos da Ibiapaba e do Maciço de Baturité. O próximo passo será a assinatura do contrato de financiamento entre autoridades do BID e do Ceará, ainda sem data definida.

O programa - O Prodetur, do Ministério do Turismo (MTur), tem o objetivo de assegurar o desenvolvimento turístico sustentável e integrado, proporcionar melhorias às condições de vida da população local, aumentar as receitas do setor e melhorar a capacidade de gestão da atividade em áreas de expansão e de potencial turístico. Atualmente, conta com a adesão de 20 estados e dez municípios. Isso representa US$ 1,5 bilhão em propostas de financiamento.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em