Transporte coletivo em São Paulo terá alterações devido ao horário de verão

Metrô, CPTM e os ônibus da EMTU vão funcionar até as 2h de domingo por conta do início do horário de verão

  
  
A circulação dos trens vai ser retomada na madrugada de domingo às 4h do novo horário, e o Metrô, às 4h40, também com os relógios devidamente ajustados

À meia-noite de domingo, os relógios devem ser adiantados em uma hora nos Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O horário de verão permanecerá vigente até o dia 16 de fevereiro de 2014.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, a medida deve economizar cerca de R$ 400 milhões. Esse valor seria gasto com o acionamento de usinas térmicas. Além disso, serão poupados R$ 4,6 bilhões em investimentos em geração e transmissão de energia.

É o 38º ano em que o horário de verão é utilizado no Brasil. Em 2012, o montante economizado pelo país com o racionamento ficou entre R$ 130 e R$ 150 milhões. A redução da demanda por energia no horário de pico (entre 19h e 21h) é de até 4,5% e o consumo de energia cai 0,5% durante o horário de verão.

“Não é o governo que economiza, é a sociedade. A energia elétrica é paga pela sociedade, então, ela paga menos, graças à medida”, explicou o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grudtner. O objetivo do governo também é conscientizar a população em relação ao aproveitamento da luz natural e estimular o uso racional de energia elétrica.

Metrô
Por conta da necessidade de adiantar o relógio em uma hora, o Metrô, todas as linhas da CPTM e os ônibus da EMTU vão operar até as 2h do novo horário de domingo, visando o atendimento normal aos usuários.

A circulação dos trens vai ser retomada na madrugada de domingo às 4h do novo horário, e o Metrô, às 4h40, também com os relógios devidamente ajustados.

Por Eduardo Andreassi

  
  

Publicado por em