Turismo como fonte de conscientização

Mesa de debates reforça importância do turismo consciente no enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes

  
  
Palestrantes defendem a conscientização no turismo como forma de enfrentamento da exploração de crianças e adolescentes

A cadeia produtiva do turismo é importante fonte de conscientização no enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes. Essa é a conclusão da mesa de debates “Responsabilidade Social e a Ética no Turismo”, realizada, nesta quarta-feira (13/07), durante o do 6º Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, em São Paulo (SP).

Participaram das discussões Ana Paula Felizardo, da ONG Resposta; Gorete Vasconcelos, da ONG Childhood Brasil; e a presidente da BRA Transportes Aéreos, Fermi Torquato. Durante o encontro, também foi abordada a importância do trabalho compartilhado entre sociedade civil, iniciativa privada e governo.

“Turismo não é o causador da exploração sexual de crianças e adolescentes, mas deve integrar os esforços preventivos”, afirmou Felizardo. “Precisamos conscientizar os diversos profissionais do turismo como taxistas, camareiras e bugeiros, por exemplo”, acescentou. O objetivo é estimular a adoção de práticas socialmente responsáveis e construir um processo educativo em toda a cadeia produtiva do turismo.

Para Torquato, um estabelecimento só funciona e prospera se levar em conta e fortalecer a sustentabilidade social, ambiental e econômica. No Rio Grande do Norte, um exemplo de ação contra a exploração sexual de crianças e adolescentes está nos meios de hospedagem. “Existe um ajustamento de conduta, no qual os hotéis se comprometem a não aceitar a alteração de uma reserva single para dupla, por exemplo”, explicou.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em