Turismo já representa 3,7% do PIB

O setor de turismo gerou R$ 103,7 bilhões em 2009 e aumentou sua participação no Produto Interno Bruto (PIB) para 3,7%, segundo estudo realizado pelo IBGE. De 2008 para 2009 a atividade registrou aumento de 4,6%

  
  
Segundo o IBGE, as contribuições mais expressivas para o aumento da participação do turismo na economia foram dos serviços de alimentação

O setor de turismo gerou R$ 103,7 bilhões em 2009 e aumentou sua participação no Produto Interno Bruto (PIB) para 3,7%, segundo estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério do Turismo. A atividade registrou aumento de 4,6%, de 2008 para 2009.

“Os números confirmam o potencial do turismo de influenciar positivamente os resultados da economia brasileira. As medidas de desoneração que o governo tem adotado para fortalecer o setor, em articulação com a iniciativa privada, terão efeito multiplicador”, afirma o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

Segundo o IBGE, as contribuições mais expressivas para o aumento da participação do turismo na economia foram dos serviços de alimentação, com R$ 38,8 bilhões; das atividades recreativas, culturais e desportivas, com R$ 18,6 bilhões; e do transporte rodoviário, com R$ 18 bilhões. A participação do setor no PIB subiu de 3,6%, em 2003, para 3,7% em 2009.

O estudo mostra também que, em 2009, as atividades características do turismo pagaram R$ 48,8 bilhões em salários e outras remunerações. Isso equivalente a 4,8% do total do setor de serviços e 3,5% da economia brasileira. Alimentação, atividades recreativas e o transporte rodoviário respondem pela maior participação nas remunerações das atividades do setor com uma contribuição de R$ 103,7 bilhões para o valor adicionado.

As atividades consideradas no estudo são: serviços de alojamento; serviços de alimentação; transportes ferroviário e metroviário; transporte rodoviário; transporte aéreo; transporte aquaviário e serviços auxiliares de transporte; atividades de agências e organizadores de viagens, aluguel de bens móveis; e atividades recreativas, culturais e desportivas.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em