Um amigo guia

Estande de ONG arrecada fundos para permitir a adoção de cães-guia por deficientes visuais

  
  
Ersea Alves e o seu cão guia Toby participam do Salão do Turismo para arrecadar fundos e atender deficientes

Toby, um cão da raça Labrador, é companheiro inseparável da paulistana Ersea Alves. Juntos, na tarde desta quinta (14/7), no Salão do Turismo, buscavam ajuda para uma causa nobre: permitir a deficientes visuais a adoção de um cão-guia.

Ersea conseguiu adotar Toby há dois anos e agora integra a Organização não Governamental (ONG) Íris. A entidade, que tem três mil deficientes na lista de espera por um cão-guia, importa para o Brasil animais nascidos e treinados nos Estados Unidos para este fim. O custo para operação deste tipo é estimado em R$ 25 mil.

No box da ONG são vendidas camisetas, chaveiros e outros produtos para arrecadar fundos e atender deficientes de todas as regiões do país. “As pessoas costumam olhar o deficiente visual como um coitado. Depois da chegada do Toby, há dois anos, me sinto independente”, afirma Ersea, que de feira em feira vai conseguindo levar a outros deficientes a mesma sensação de liberdade e independência.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em