Uma potência chamada São Paulo

São Paulo é muito mais do que um grande estado da Nação. São Paulo é um paraíso do turismo ao alcance de todos. Do seu litoral com mais de 622 quilômetros passa pela maior cidade da América Latina e chega ao belíssimo interior do estado

  
  
Avenida Paulista: cartão postal da cidade mais rica do país

São Paulo é uma das 27 unidades federativas do Brasil. O Estado está localizado no sul da região Sudeste e tem como limites os estados Minas Gerais (N e NE), Rio de Janeiro (NE), oceano Atlântico (L), Paraná (S) e Mato Grosso do Sul (O). Ocupa uma área de 248.808,8 quilômetros quadrados, sendo pouco maior que o Reino Unido. Sua capital é a cidade de São Paulo e seu atual governador é Geraldo Alckmin.

Falar do Estado de São Paulo é sempre no superlativo. Terceira unidade administrativa mais populosa da América do Sul, superada apenas pelo próprio país e ligeiramente pela Colômbia, à frente da Argentina e de todos os outros países sul-americanos. Tem a maior população do Brasil: são mais de 40 milhões de habitantes distribuídos em 645 municípios.

Estado mais cosmopolita da América do Sul, São Paulo abriga cerca de três milhões de imigrantes, de 70 diferentes nacionalidades. Sua população, a mais diversificada do Brasil, descende principalmente de imigrantes italianos e portugueses, embora haja também forte influência de ameríndios e africanos e de outras grandes correntes migratórias, como árabes, alemães, espanhóis e japoneses. Construído com o esforço de povos de todos os cantos do Brasil e do mundo, mantém arraigado em cada pedaço desta terra a vocação para o trabalho.

Mais rica das unidades federativas, São Paulo também figura entre os estados com alto Índice de Desenvolvimento Humano, sendo superado apenas por Santa Catarina e pelo Distrito Federal. Responsável por mais de 31% do PIB do país, São Paulo legitima seu status de "motor econômico" do Brasil por possuir melhor infraestrutura, mão de obra qualificada, fabricar produtos de alta tecnologia, além de abrigar o maior parque industrial e a maior produção econômica.

Mas o destaque não fica somente na indústria. O paulista também prima pela excelência nas áreas de agricultura e pecuária. Na economia, dos 260 shopping centers existentes no país, 80 estão localizados no Estado, sendo responsáveis por mais de 200 mil empregos, e uma ampla rede atacadista e varejista espalhada pelos municípios. Por tudo isso, São Paulo pode mesmo ser resumida como uma potência civil, espiritual e socioeconômica.

Conheça SP
São Paulo não nega a mania pelo trabalho e a vocação para negócios. Com muito esforço, os paulistas conseguiram fazer de São Paulo o Estado mais importante economicamente da América Latina. Mas o Estado paulista não é só isso.

Além das milhares atrações culturais, São Paulo também oferece as melhores opções de turismo. Banhado pelo Atlântico, o litoral paulista tem 622 quilômetros pontilhados por praias dos mais diversos tipos e tamanhos.

No litoral norte as praias se espalham em torno de municípios como Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba, e em ilhas como a Ilhabela, paraíso de surfistas e velejadores. No litoral sul, em torno das cidades de Iguape e Cananéia, onde também estão preservadas algumas áreas naturais mais importantes do planeta, como a Estação Ecológica Juréia-Itatins e a Ilha do Cardoso, no Logamar - Complexo Estuarino Lagunar de Iguape, Cananéia, Antonina e Paranaguá.

Já a capital paulista é outro monumental local de opções turísticas. Só o turismo de negócios proporciona mais de 45 mil eventos por ano

Turistas no Parque da Serra do Mar

Separando o litoral do planalto paulista, a escarpa da serra do mar, em plena mata atlântica, foi um grande obstáculo a ser vencido em séculos passados. Hoje, esta porta de entrada para o interior do Estado é foco de atenção da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica e de outras organizações que buscam a preservação deste ecossistema que está reduzido, no País, a 5% de sua extensão original.

Interior adentro, o turista vai encontrar estâncias, turismo rural, ecológico, cidades com clima europeu, cachoeiras, cavernas, rios, serras, fontes de água mineral, parques naturais, construções históricas dos séculos XVI, XVII, XVIII, igrejas em arquitetura jesuíta e sítios arqueológicos.

Já a capital paulista é outro monumental local de opções turísticas. Só o turismo de negócios proporciona mais de 45 mil eventos por ano. Na capital, alguns lugares você não pode deixar de visitar. A Bela Vista (bairro italiano), a Liberdade (bairro oriental) e as ruas comerciais: 25 de Março (árabe) e José Paulino (israelita). Nesses lugares você poderá ter uma boa noção da variedade de imigrantes que vieram se instalar para alegrar e desenvolver ainda mais São Paulo.

A cidade oferece também uma intensa vida artística e cultural. Nenhum passeio pela cidade estará completo sem uma visita aos centros culturais e aos museus, cujos acervos mantêm obras de grandes pintores internacionais e dos maiores artistas nacionais. Se você gosta de monumentos históricos, não deixe de conhecer as igrejas da cidade, especialmente o Convento Nossa Senhora da Luz, construído em 1579.

Mergulhe com vontade na vida noturna paulistana e confira suas centenas de bares, tranqüilos ou agitados, danceterias, boates, teatros, cinemas, espetáculos, shows, danças de todos os tipos, choperias e tudo o mais que você possa imaginar.

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em

Esther Gennaro Viola

Esther Gennaro Viola

28/01/2012 16:24:18
Infelizmente tenho que concordar com tudo o que foi comentado, apesar de adorar a minha terra. Vamos fazer a nossa parte e esperar melhorias para o futuro.

Paulista

Paulista

23/01/2012 11:50:18
Me orgulho muito de nosso Estado bandeirante, terra da viola e dos campos de Piratininga!

Henrique

Henrique

27/12/2011 17:36:06
Sempre vi em são Paulo um grande potencial para o turismo. Temos um estado que oferece diversas opções culturais, bem como bens patrimoniais que não nos menosprezam ante a grandes cidades mundo afora. Especificamente sobre a cidade de São Paulo, apesar do esforço em torná-la mais atrativa, vejo que ainda falta aqueles cuidados estéticos, que transformam espaços em lugares aconchegantes. Há alguns dias passei pela Praça da Sé e fiquei um tanto decepcionado com o cenário que encontrei: praça abandonada, em alguns pontos destruída, com vegetação mal cuidada e também rodeada de pessoas que ao que parece moram ali. É preciso mais que urgentemente uma política social, especificamente no centro (no caso em questão), que resgate a dignidade daquelas pessoas, além do entendimento que ali não é teto de ninguém, afinal, trata-se de um dos cartões postais mais belos da cidade. A Catedral da Sé é belíssima, mas quem dela se aproxima sente odores de urina e uma arquibancada na escada, o que diverge do objetivo de uma escada, afinal, existem bancos ao redor para serem ocupados. Além disso, muitos pombos completam o cenário de abandono. Incrível como tem gente que ainda alimenta essas aves, mesmo sabendo dos perigos que elas oferecem.
Enfim, espero uma São Paulo de todos, bonita, limpa, com prédios conservados e muito segura também.