Viajar é o maior desejo de consumo dos brasileiros

Fazer as malas hoje está a frente de itens relacionados à beleza, carros e demais bens de consumo

  
  

Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e do portal Meu Bolso Feliz revela que o maior sonho de consumo dos brasileiros é viajar.

Fazer as malas hoje está a frente de itens relacionados à beleza, carros e demais bens de consumo.

A boa notícia é que, neste ano, o calendário será um aliado na realização desse sonho: de maneira atípica, 2015 conta com 10 “feriadões” emendados a finais de semana.

O problema, entretanto, é que entre os sonhos de consumo ainda não realizados, segundo o estudo do SPC Brasil, 89% se devem à falta de dinheiro. Além disso, 74% das pessoas entrevistadas dizem não ter poupança nem qualquer tipo de reserva financeira para essas realizações.

Para fazer a viagem dos sonhos sem se afogar em dívidas a dica é planejamento. O período de descontos na baixa temporada começa após o Carnaval e segue até junho e, depois, se estende de agosto até meados de novembro. Nestes meses, os viajantes gastam, em média, 30% menos nos pacotes, de acordo com estimativas do setor privado.

Em vez de fazer uma grande viagem no ano, as pessoas têm optado por fazer várias viagens de fim de semana, ou nos feriados. Esta é a opinião de Luciana Fioroni, gerente de vendas regional de uma grande empresa do setor. Segundo ela, a nova prática faz parte de uma mudança de perfil do turista brasileiro.

Entre os destinos mais populares com atrações durante todo o ano, inclusive fora de temporada estão Foz do Iguaçu (PR) e Vitória (ES). Eles também têm a vantagem de estarem próximos de grandes centros urbanos.

Em Foz do Iguaçu, por exemplo, mesmo no inverno, é possível ver as Cataratas, embora a redução nas chuvas provoque uma menor vazão das águas. As atrações incluem atividades de ecoturismo, passeios pela Hidrelétrica de Itaipu e compras na fronteira durante o ano todo.

Já em Vitória, as praias podem ser apreciadas durante todas as estações, já que a temperatura média anual da cidade é de 24ºC. E alguns atrativos como a tradicional moqueca capixaba e outras atrações gastronômicas não têm fila na baixa temporada.

Outro destino recomendado para se visitar na baixa temporada é o Arquipélago Fernando de Noronha (PE), devido à redução significativa dos preços, com a mesma qualidade nas atrações.

O Mais Noronha, um projeto local de incentivo a viagens na baixa temporada chegou a ser, inclusive, reconhecido pelo Ministério do Turismo como um exemplo de boas práticas para o turismo brasileiro.

Graças ao projeto, em 2014, foi registrado um aumento superior a 30% no movimento de turistas em Fernando de Noronha durante os meses de baixa temporada, em comparação ao mesmo período de 2013.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur / Gustavo Henrique Braga

  
  

Publicado por em