Viaje Legal - confira dicas de como evitar problemas e ter uma boa viagem

O hotsite já está no ar para ajudar os turistas a se programar para as férias, evitar imprevistos e orientá-los antes, durante e depois das viagens.

  
  

Já está no ar o hotsite Viaje Legal (www.viajelegal.turismo.gov.br), uma iniciativa do Ministério do Turismo para ajudar os turistas a se programar para as férias, evitar imprevistos e orientá-los antes, durante e depois das viagens. O acesso ao site também pode ser feito por meio da página do Ministério do Turismo na internet (www.turismo.gov.br)

O novo site traz, por exemplo, a lista de documentos necessários para cada tipo de viagem, as vacinas exigidas para embarque, os telefones e endereços dos órgãos reguladores e de defesa do consumidor nos Estados brasileiros e os direitos e deveres dos turistas. Ela é dividido em tópicos: transporte, passagem, bagagem, hospedagem, agências e guias de turismo, locação de veículos e cuidados com a saúde.

O objetivo da página virtual é informar. “Em um primeiro momento, o MTur trabalhou para que o brasileiro colocasse a viagem em seu cardápio de consumo. Agora, o Viaje Legal pretende ser uma espécie de guia para evitar problemas”, afirma a coordenadora-geral de Serviços Turísticos do MTur, Rosiane Rockenbach. “Vai ficar mais fácil correr atrás dos direitos”.

A escolha da internet como meio de veiculação do Viaje Legal levou em consideração os resultados da pesquisa Hábitos de Consumo do Turismo Brasileiro, divulgada pelo Mtur em novembro de 2009. O levantamento mostrou que a internet é uma das principais fontes de informações sobre viagens no Brasil, ao lado das dicas recebidas de parentes e amigos.

A iniciativa do Ministério do Turismo também vai permitir a troca de impressões entre os turistas por meio das redes sociais, uma fonte de consulta que ganha cada vez mais crédito entre os viajantes na hora de se decidir por um produto, serviço ou destino turístico. “Sempre havia muita dúvida quando o consumidor queria reclamar sobre um serviço. Com o portal, será possível trocar informações nas redes sociais, como o Twitter e o Facebook, o que vai aproximar as experiências dos turistas”, afirma Francesca Tomaselli, coordenadora-geral de Portais e Marketing Online do MTur.

Fonte: ABETA

  
  

Publicado por em