4 destinos religiosos para se visitar no mundo

Quer despertar a espiritualidade que existe em você? Então, visite esses quatro lugares que podem alimentar sua alma.

  
  

Dentre as diversas motivações que fazem um viajante cair na estrada, buscar sua espiritualidade é uma das mais fortes.
Por isso, existem atrações no mundo para todos os tipos de turistas religiosos e essa é uma tendência que cresce a cada dia.

No Brasil, de acordo com dados preliminares do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, somente no ano passado cerca de 17,7 milhões de brasileiros viajaram pelo país instigados pela fé e pela religião, isso dá quase 25% de todo o turismo praticado no país.

Esse tipo específico de viajante pode se encantar por algumas atrações, como conhecer de perto a cidade onde o seu Santo nasceu, visitar igrejas, basílicas e presenciar algum grande acontecimento religioso, como a visita do Papa a algum país. De Aparecida no Brasil até Meca, na Arábia Saudita, vamos conhecer alguns dos destinos religiosos que você não pode deixar de visitar.

Aparecida do Norte - Brasil

A maior atração aqui é a Catedral-Basílica, o terceiro maior templo católico do mundo, com capacidade para 75 mil fiéis.

A cidade que se encontra entre São Paulo e Rio de Janeiro, no Vale do Paraíba, não poderia ficar de fora da lista. O local, como o próprio nome diz, é uma justa homenagem à padroeira do Brasil e recebe mais de 10 milhões de turistas por ano.

Sua maior atração é a Catedral-Basílica, o terceiro maior templo católico do mundo, com capacidade para 75 mil fiéis. O segundo maior do mundo é a Catedral de Sevilha, Espanha, e o primeiro é a Basílica de São Pedro, no Vaticano.

A Catedral-Basílica foi inaugurada em 1955 e, em 1980, foi solenemente sagrada pelo Papa João Paulo II, tornando-se ainda mais procurada pelos fiéis.

Serra da Manrtiqueira, como vista do mirante da Basílica de Nossa Aparecida.

Vaticano - Roma - Itália

Piazza San Pietro, Vaticano, umas das principais atrações para os cristãos que vão a Roma.

Outro local mundialmente famoso, por ser sede central da Igreja Católica e a casa do Papa. Foi lá também que aconteceu o martírio de São Pedro. É um destino obrigatório não só para os católicos, como também para todos os religiosos do mundo inteiro.

Além de questão religiosa, há o lado cultural, pois a Basílica de São Pedro abriga um acervo único com obras-primas de artistas como Bernini e Michelangelo, além da Capela Sistina. Vamos então conhecer todas as dicas para conhecer o Vaticano sem aqueles grandes filas e tumultos.

Basilica di San Pietro, outro ponto obrigatório de parada no Vaticano.

Jerusalém – Israel

Para os judeus, Jerusalém é importante por ter sido a capital do reino de Judá e por acolher as ruínas do Templo de Salomão, hoje chamadas de Muro das Lamentações.

A cidade é sagrada e foi alvo das disputas de três grupos religiosos: cristãos, judeus e muçulmanos. Para os judeus, Jerusalém é importante por ter sido a capital do reino de Judá e por acolher as ruínas do Templo de Salomão, hoje chamadas de Muro das Lamentações.

A importância da cidade para os muçulmanos é porque lá se localiza a Mesquita que abriga o Domo da Rocha, ou seja, o rochedo de onde Maomé teria alçado voo aos céus.

O Muro das Lamentações, em Jerusalém.

E para os cristãos a cidade é sagrada por ser o local onde Jesus sofreu e foi assassinado na cruz, segundo as indicações bíblicas. Ainda segundo a Bíblia, no local onde Jesus teria sido sepultado, construiu-se a Basílica do Santo Sepulcro, em homenagem a sua via sacra.

Além dessas três atrações principais, existem muitas outras para se visitar, como o Monte das Oliveiras, a Igreja da Ascensão, a Basílica de Todas as Nações e a Igreja de Santa Ana.

Meca – Arábia Saudita

A mesquita sagrada, Masjid al-Haram.

Assim como o Vaticano é a cidade sagrada para os cristãos, Meca é a maior cidade para os muçulmanos, tanto que umas das leis muçulmanas é visitar Meca pelo menos uma vez na vida. Além disso, Meca é a cidade onde Maomé fez parte da sua travessia.

A cidade tem centenas de atrações religiosas e históricas, porém o principal ponto de turismo religioso na cidade é a maior mesquita do mundo: Masjid al-Haram, a Mesquita Sagrada. É lá que os muçulmanos rezam cinco vezes por dia e também onde estão as relíquias da religião, como a Hajar el Aswad (Pedra Negra). Lembrando que é necessário ter visto para visitar o país Árabe.

  
  

Publicado por em