Notícias > Turismo > Turismo religioso > 

As freiras empreendedoras e o padre Antônio Maria

Turismo transforma vida de freiras do convento Ain Karim em Extrema (MG)

2 de Junho de 2010.
Publicado por Equipe EcoViagem  

Padre Antônio Maria e as freiras visitaram o 5º Salão do Turismo

Padre Antônio Maria e as freiras visitaram o 5º Salão do Turismo
Foto: Marcelo Min

Bolo de banana da irmã Suzeti, bolo de fubá recheado com goiabada da irmã Cláudia, bolo brasileirinho – em homenagem à Copa – e sabonetes da irmã Jane, freirinhas de boneca da irmã Severina, chá de canela e a famosa geleia de pimenta do padre Antônio Maria: produtos do convento Ain Karin, em Extrema (MG), servidos aos sábados no café para os turistas.

Essa é a história de oito freiras e um padre que encontraram no turismo uma alternativa de renda. O empreendedorismo fruto do “desejo de planejar, organizar, divulgar e, principalmente, dividir com o outro”, foi apresentado na última sexta-feira (28) no Núcleo de Conhecimento do 5° Salão do Turismo, no Parque Anhembi, em São Paulo (SP).

Com o lema “Acolher e amar servindo”, as irmãs elaboraram marca e rótulo para os produtos do convento. Na hora de colocar os produtos nas prateleiras, as freiras, que não conheciam sequer o hotel da esquina, começaram a bater na porta dos empreendimentos para apresentar os produtos do convento.

“Fomos com nossas cestinhas visitar os hotéis e pousadas para apresentar nosso projeto e colocar nossos produtos nesses lugares”, conta empolgada a madre geral Roseane Coelho. Hoje, os produtos são um sucesso na mesa dos hotéis locais.

“Queremos também olhar pela janela ao mundo para não nos tornarmos alheios e fechados”, enfatiza padre Antônio Maria. “Com o projeto os hotéis conheceram as irmãs e as irmãs agora fazem parte de Extrema”, ressalta a presidente da Associação de Cultura Gerais, Myrian Rocha.

O café, aos sábados, nasceu da necessidade de mostrar aos turistas o modo de vida do convento. “Na correria do mundo agitado, as pessoas não conseguem parar. No convento, temos um lugar místico, cheio de religiosidade, e a natureza ajuda a renovar a gente”, ressalta Coelho.

Ao longo da caminha das freiras empreendedoras, parcerias foram sendo firmadas. O governo local melhorou o acesso ao convento. Tintas foram doadas e as próprias irmãs colocaram a mão na massa e pintaram as paredes da casa. Os banheiros, a recepção e jardim do convento também foram reformados.

“Nosso meta agora é conseguir recursos para reformar uma antiga casa para que as pessoas possam passar alguns dias conosco para fazer retiro espiritual”, destaca Coelho.

As irmãs do convento Ain Karin participaram do projeto piloto de implementação do Manual de Produção Associada ao Turismo, uma parceria entre o Ministério do Turismo (MTur) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A ideia do manual é orientar às pessoas sobre como agregar valor aos destinos turísticos por meio da diversificação da oferta de produtos e serviços ao turista.

Fonte: MTur

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários

Neeyre Maria santos

 postado: 8/3/2013 16:39:59editar

Gostaria de rever a receita do brasileirinho feita pela irma Jane

 

 

Veja também

Procissão fluvial é atrativo turístico em festa religiosaAparecida (SP) e Paraná debatem turismo religioso no 5º Salão

 

editar    editar    editar    117 visitas    0 comentários