Católicos e profanos saúdam Nossa Senhora da Abadia

Romaria de Muquém, povoado próximo a Niquelândia, em Goiás, espera reunir 200 mil pessoas, gerar renda para a população local e promover uma integração religiosa

  
  

Uma devoção de 261 anos alimenta a fé de milhares de pessoas até hoje no interior de Goiás: a Romaria Nossa Senhora da Abadia de Muquém, um povoado localizado a 45km do município de Niquelândia. A tradição secular se transformou em uma grande festa religiosa da região e, este ano, acontece nos dias 5 a 15 de agosto, no Santuário de Nossa Senhora da Abadia, em Muquém. A expectativa é de que 200 mil pessoas participem das orações e festividades.

Pela primeira vez na festa e na história de Muquém, a Congada de Santa Efigênia se apresentará no altar do Santuário (15), um reduto católico recebendo uma manifestação popular. Esse sincretismo religioso é o momento mais esperado da romaria deste ano e ilustra uma integração que vem sendo trabalhada no local com o apoio do Sebrae/GO: unir as diferentes potencialidades turísticas e manifestações religiosas de Muquém e Niquelândia para fortalecer esse destino como um todo.

Para isso, o Sebrae tem desenvolvido junto à Prefeitura Municipal de Niquelândia e à administração do Santuário de Muquém, o Planejamento Estratégico do Turismo Religioso de Niquelândia. O projeto vai estruturar o turismo religioso e também o ecológico, já praticados na região. “Ao capacitar agentes de turismo, melhorar nossa infraestrutura e divulgação, por exemplo, devemos conquistar turistas”, prevê o reitor do Santuário, padre Aldemir Franzin.

Planejar para conquistar

O plano deve ser entregue apenas em setembro, mas as ações já começaram para esta festa. Pessoas carentes e desempregadas, especialmente de Niquelândia, aproveitam a festividade em Muquém para ganhar dinheiro e experiência. Em 2008, 800 barraqueiros se credenciaram para comercializar alimentos e produtos na festa, sem contabilizar os ambulantes.

Este ano, o Sebrae/GO capacitou os barraqueiros com o curso de Boas Práticas de Fabricação e preparou as pessoas que vão trabalhar na romaria com o curso Atendimento ao Turista Peregrino. Alunos da Universidade Estadual de Goiás (UEG) também receberam a capacitação, pois serão voluntários no evento.

“O Sebrae/GO está ajudando a profissionalizar a Romaria do Muquém, mas conservando sua identidade”. Assim o gestor do Projeto de Economia Criativa das Festas Populares de Goiás pelo Sebrae, José Amorim de Oliveira Júnior, define a atuação da entidade na Romaria Nossa Senhora da Abadia. O Sebrae/GO vai, também, coordenar a filmagem da festa para conseguir seu registro como patrimônio imaterial da humanidade junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A romaria começa a ganhar padrões de organização sem perder seu sentido original, podendo ser vista também como oportunidade de negócio para a população local. Esse é um dos objetivos do Plano e do Sebrae/GO que, por meio de uma pesquisa a ser realizada durante a romaria, vão diagnosticar o impacto do evento na economia de Niquelândia, tanto em seus aspectos negativos quanto positivos. “Com os resultados, saberemos as melhores ações para tornar a festa apropriada a gerar renda para a comunidade”, enfatiza José Amorim.

Romaria Ecológica

A festa de Muquém também quer ser lembrada como uma romaria ecológica. Ela já é realizada em uma zona rural, em meio a montanhas, cachoeiras e matas, presenteada com o Lago de Serra da Mesa, mas ainda não se configurava como um evento comprometido com a causa. Em 2009, porém, isso vai mudar: uma empresa de Uruaçu vai coletar e reciclar o lixo inorgânico gerado durante a romaria. “Agora fecha-se um ciclo , porque a festa já era em um ambiente ecológico, só faltava esse engajamento”, orgulha-se o gestor.

O berço dessa tradição

A devoção a Nossa Senhora da Abadia de Muquém teve início no século 18 com a chegada de bandeirantes, portugueses e mineiros à região. Muquém era colonizado por escravos fugidos de freguesias e fazendas, que se organizaram ali em grandes quilombos. O quilombo do Muquém era escondido por matas densas, cercadas de montanhas, mas foi descoberto por um dos capitães do mato. Numa noite em que os escravos cantavam e dançavam alegremente, bebiam e comiam carne assada (moqueada, em tupi-guarani,), o quilombo foi descoberto por um desses capitães. Após a captura dos negros, o comandante prometeu erguer ali uma capela em honra a São Tomé Apóstolo, o santo do dia.

Em torno da capela edificada, formou-se um povoado, que um dia atraiu um certo português em busca de ouro. Todo explorador de mina aurífera era obrigado a obter o registro de permissão e pagar um tributo. Este forasteiro, porém, não o fez e passou a ser acusado por não cumprir a lei e a correr risco de vida. Foi quando se lembrou de uma igreja em Portugal, sua terra natal, onde uma santa era venerada pela população. O português recorreu a ela para ser absolvido e sair vivo das acusações. Em troca, prometeu trazer para o povoado uma réplica da imagem da santa. Absolvido, cumpriu sua promessa e foi buscar a imagem na cidade de Amares. Voltando de Portugal, chegou em Porto Seguro, na Bahia, e percorreu longo caminho até chegar a Muquém, com a santa imagem de Nossa Senhora da Abadia. A partir dali, começou a Romaria Nossa Senhora da Abadia em Muquém.

Congada de Santa Efigênia

A Congada da Irmandade de Santa Efigênia é uma das mais antigas de Goiás, com 274 anos de existência. Hoje, já agrega outras etnias além de negros e possui, inclusive, uma associação para seus congos, situada em Niquelândia. Tem como tradição a Festa da Congada em louvor à Santa Efigênia, com duração de três dias, durante o mês de julho. Os devotos capinam em volta da Igreja, construída há 250 anos por seus antecedentes, os escravos.

Niquelândia

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Niquelândia tem 38.517 habitantes (2007), sendo o maior município goiano em território, com área 9.847km². A Prefeitura local registra as reservas minerais como a grande riqueza econômica da cidade, observando que o lugar é o maior produtor de ferro-níquel do Estado, com exploração da Níquel Tocantins (Votorantins) e a Codemin (Anglo American).

Serviço:
Romaria Nossa Senhora da Abadia de Muquém
De 5 a 15 de agosto de 2009
Santuário de Nossa Senhora da Abadia – Muquém – Goiás (45km de Niquelândia)
Planejamento Estratégico do Turismo Religioso de Niquelândia
Projeto Economia Criativa das Festas Populares do Sebrae em Goiás - 3250-2279
Agência Sebrae de Notícias em Goiás (ASN/GO) - (62) 3250-2268

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em