Notícias > Turismo > Turismo religioso > 

Circuito das Igrejas de Pernambuco: cultura, história e religião em um mesmo roteiro

Turismo Religioso está entre os segmentos específicos do Turismo Cultural trabalhados pelo MTur

4 de Fevereiro de 2010.
Publicado por Equipe EcoViagem  

Cultura, história e religião em um mesmo roteiro: Circuito das Igrejas – Roteiro Histórico-Cultural. O circuito oferece aos turistas e a população local um tour pela arquitetura e história de Pernambuco por meio de visitas a 11 igrejas pernambucanas construídas entre os séculos XVI, XVII e XVIII e tombadas pelo patrimônio histórico dos municípios de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.

Para melhor atender o turista, a Secretaria de Turismo de Pernambuco capacitou 80 monitores para repassarem informações sobre os projetos arquitetônicos e a ligação dos monumentos com a história e cultura do estado. A primeira etapa do projeto será realizada até maio deste ano. A proposta é ampliar as visitações às igrejas interioranas.

No Brasil são realizadas, anualmente, 1,7 milhão de viagens com fins religiosos. Quando se fala em turistas estrangeiros que vêm ao Brasil com fins religiosos, este número chega a quase 25 mil turistas por ano. A viagem, muitas vezes, é motivada por visitas a igrejas, templos e santuários ou por peregrinações e romarias ou festas e comemorações religiosas. E, também, pela busca de retiros espirituais.

Turismo Religioso: um segmento específico do Turismo Cultural

O Turismo Religioso é caracterizado por atividades decorrentes da busca espiritual e da prática religiosa em espaços e eventos relacionados às religiões institucionalizadas. Junto ao Turismo Cívico, Místico/Esotérico e Étnico, o Turismo Religioso está entre os segmentos específicos do Turismo Cultural trabalhados pelo Ministério do Turismo (MTur).

O Turismo Cultural é representado por atividades turísticas relacionadas à vivência dos elementos significativos do patrimônio histórico e cultural que expressam ou revelam a memória e a identidade das populações e comunidades.

São bens culturais de valor histórico, artístico, científico, simbólico, passíveis de se tornarem atrações turísticas: arquivos, edificações, conjuntos urbanísticos, sítios arqueológicos, ruínas, museus e outros espaços destinados à apresentação ou contemplação de bens materiais e imateriais. Manifestações como música, gastronomia, artes visuais e cênicas, festas e celebrações também são atividades com potencial turístico.

Para mais informações sobre o Turismo Cultural e Turismo Religioso clique aqui.

Fonte: MTur

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

Turismo Religioso será debatido no Mosteiro de São BentoFesta de Iemanjá deve reunir 400 mil pessoas em Salvador no 2 de fevereiro

 

editar    editar    editar    110 visitas    0 comentários