Procissão fluvial é atrativo turístico em festa religiosa

Cidade histórica com mais de 150 anos, Paranã, na região sudeste, recebe nestes festejos turistas regionais e de outros estados

  
  
Procissão Fluvial em Paranã

Um dos pontos altos da Festa do Padroeiro de Paranã, São João Batista, e do Divino Espírito Santo, a procissão fluvial sobre os rios Palmas e Paranã aconteceu nesta sexta-feira, 25, pela manhã. Esta representação religiosa está em sua edição 34 e será incluída no I Guia Turístico, Cultural, Ecológico e Gastronômico que a ADTUR-Agência de Desenvolvimento Turístico do Tocantins está produzindo, a ser lançado em outubro.

Cidade histórica com mais de 150 anos, Paranã, na região sudeste, recebe nestes festejos turistas regionais e de outros estados. O passeio pela rota das águas é de dois quilômetros, e 17 barcos enfeitados e coloridos formam uma pintura surreal, com toques místicos. Conduzindo as imagens dos santos, o padre, fiéis, turistas e visitantes em percurso acompanhado por cânticos, foguetes e banda de música, cultivam preciosa preservação da cultura.

O produto turístico faz parte do roteiro religioso-cultural do Tocantins, A centenária rua Rui Barbosa é decorada durante a madrugada pela comunidade, que se envolve na produção da festa com muito carinho. Portais com flores, balões e, no calçamento, símbolos sagrados, feitos com pó de serragem.

A tradição ritualística inclui visita que o alferes e o caixeiro do Divino fazem às casas da cidade, abençoando. Do porto do rio até a igreja, a procissão percorre 1500 metros, com hinos, fogos e a multidão acompanhando o cortejo, em livre expressão de fé.

Sentada à porta de sua casa, dona Raimunda Pereira da Silva que completou 100 anos este mês, mora em Paranã desde 1944 e nunca perdeu nenhum festejo. Hoje, vai assistir a missa e “rezar pelo povo”, diz. A programação da noite será a coroação do Imperador Polidório Correia Conceição e o sorteio do nome do novo imperador para 2011.

Também enriqueceu a Festa do Padroeiro o desfile noturno do dia 24, na programação chamado de “Momento Cultural”. Umas duzentas pessoas vestidas de acordo com cada quadro que representavam saíram do alto da cidade até a praça central. Foram homenageadas a alta cúpula da Igreja Católica, santos conduzidos em andores multicoloridos, quadros com anjos e muitas bandeiras formando visual de intensa beleza cênica.

Na cidade, é feriado municipal mas o comércio informal de comidas típicas como a paçoca, bolos e licores é grande. Vendedores ambulantes de roupas e calçados estão concentrados em rua com muito movimento de compras. Restaurantes e hotéis cheios e muitos veículos com placas de Brasília, Goiânia, Palmas, Anápolis e cidades do Tocantins circulam, sinalizando que a cadeia econômica é beneficiada.

Fonte: Governo de Tocantins

  
  

Publicado por em