Turismo Religioso – Experiências do Brasil

Chamada pública do Ministério do Turismo vai selecionar cinco destinos turísticos do segmento

  
  

O Ministério do Turismo (MTur) vai selecionar, por chamada pública, cinco destinos turísticos do segmento Religioso. O objetivo é estruturar a oferta de produtos de forma integrada e sustentável. O projeto foi apresentado nesta terça-feira (9), durante o 3º encontro do Grupo de Trabalho de Turismo Religioso, em Brasília (DF).

De acordo com a coordenadora-geral de Segmentação do MTur, Sáskia Lima, municípios de todas as partes do país poderão apresentar projetos, desde que tenham oferta turística e vocação para o segmento. A iniciativa abrange todas as religiões sem qualquer restrição. A chamada está prevista para ser publicada até dezembro. “O Brasil tem muito potencial para o Turismo Religioso e tem todas as condições para se tornar um destino para o mercado internacional”, acrescentou.

A intenção do MTur é selecionar um destino por marcorregião, mas a escolha dependerá do atendimento aos critérios da chamada. A vigência do projeto será de um ano. Nesse prazo, os destinos receberão apoio financeiro e técnico para formatar um roteiro turístico cada, além de produzir um catálogo em três idiomas – português, inglês e italiano.

Outro resultado deste trabalho será um manual, com a metodologia utilizada e estudo de caso, para ampliar a experiência em outros municípios. A ação faz parte de uma parceria entre o MTur e o INCEP – Instituto Cultural e Educacional Paraguaçu.

Segundo o ministro do Turismo, Luiz Barretto, o Turismo Religioso é um segmento importante e ajuda a impulsionar do fluxo doméstico. “O Brasil tem uma grande diversidade nesse sentido. Mas ainda é necessário estruturar a oferta, infraestrutura e investir na qualificação dos profissionais. Estamos atentos a isso e vamos continuar trabalhando para o desenvolvimento junto com os estados”, destacou.

GRUPO DE TRABALHO

Durante o 3º Encontro do Grupo de Trabalho de Turismo Religioso, também foram apresentados os resultados das missões técnicas do MTur em Israel e Itália. O GT é fruto da articulação entre os atores do segmento. O objetivo é discutir os entraves e oportunidades do turismo religioso no país.

O grupo é formado por representantes de destinos com fluxo de turistas com fins religiosos, iniciativa privada e das diversas religiões. As informações discutidas pelo grupo têm subsidiado as políticas públicas para o segmento.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em