Turismo religioso na Itália deve crescer 25% entre latino-americanos

A Basílica de São Francisco foi classificada pela UNESCO como Patrimônio Mundial.

  
  

As viagens com foco no turismo religioso devem crescer 25% na Itália em 2013 e 2014, considerando apenas os viajantes latino-americanos.

A estimativa é do escritório em São Paulo da ENIT – Agência Nacional Italiana de Turismo.

De acordo com Salvatore Costanzo, diretor da entidade para a América Latina, a visita do Papa Francisco ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude reforçou o desejo dos viajantes em conhecer a Itália e suas atrações religiosas.

“Esperamos um incremento de 25% no número de turistas da América Latina no segundo semestre de 2013, considerando apenas o turismo religioso”, conta Costanzo, que também projeta o mesmo crescimento para 2014.

Roma e Vaticano são dois destinos tradicionalmente visitados pelo viajante que busca o turismo religioso. Mas, a Itália conta com outras opções para incluir no roteiro.

Pádua, na região do Vêneto, é o local onde Santo Antônio, o santo casamenteiro viveu. Já em Assis, na Umbria, a Basílica de São Francisco chama a atenção por ter sido classificada pela UNESCO como Patrimônio Mundial.

Ainda em Umbria, a região de Cassia é famosa por abrigar o santuário de Santa Rita, a santa das causas impossíveis. Por fim, San Giovanni Rotondo, região de Puglia, foi moradia de Padre Pio, venerado pela população por ter o dom de curar doenças.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Ulisses Koketu

  
  

Publicado por em