Visita do Papa Francisco movimentará o turismo no Paraguai

Será a segunda visita de um papa ao país - a primeira foi em 1988, quando João Paulo II visitou o país

  
  

A principal novidade no turismo religioso na América do Sul é a viagem já confirmada do Papa Francisco à região, em julho. A intenção é visitar o Equador (de 6 a 8 de julho), Bolívia (de 8 a 10 de julho) e Paraguai (de 10 a 12 de julho).

A visita ao Paraguai tem uma especial importância, principalmente porque o Papa manifestou carinho ao país em diversas ocasiões, destacando sobretudo o papel da mulher paraguaia na reconstrução do país logo após a Guerra contra a Tríplice Aliança (1864 -1870).

Desde o momento do anúncio à visita do papa ao país, tanto governo quanto a Igreja e importantes setores da sociedade civil começaram a se mobilizar para que tudo seja organizado da melhor forma possível para recebê-lo.

Paraguai conta com uma importante porcentagem da população que se declara católica e a maioria das tradições e festividades está relacionadas à religião.

Será a segunda visita de um papa ao país - a primeira foi em 1988, quando João Paulo II visitou o país durante os últimos anos da ditadura do Governo de Alfredo Stroessner.

- Turnê do Papa no Paraguai

Ainda que a Santa Sede não tenha emitido nenhum comunicado oficial, alguns detalhes vazaram pela imprensa pela comitiva encarregada da organização da viagem. O Papa passeará pelas zonas urbanas em seu papamóvel totalmente equipado no Paraguai. Sua chegada está prevista para a tarde da sexta-feira, 10 de julho.

Ele será recebido pelo presidente Horácio Cartes e todo o seu gabinete, com representantes dos outros poderes do Estado, além de autoridades eclesiásticas. Realizará uma reunião com a Conferência de Religiosos do Paraguai (Conferpar).

- O papa passará por:

Caacupé: esta cidade, considerada "a capital espiritual do Paraguai", é onde esta o Santuário dos Milagres da Virgem de Caacupé, o maior do país e que ostenta o título da Senhora Protetora da República do Paraguai. O título é equivalente ao da Virgem de Luján, na Argentina, e o de Nossa Senhora da Aparecida, no Brasil.

Segundo a tradição, a origem da devoção se remete à época das missões franciscanas durante a colônia espanhola, quando um índio foi salvo milagrosamente de ser assassinado por membros de uma tribo hostil aos cristãos.

Em agradecimento, o indígena entalhou duas figuras de madeira com a imagen da virgem - uma das quais se manteve guardada em seu oratório pessoal, ao redor do qual foi crescendo a cidade de Caacupé, fundada oficialmente em 4 de abril de 1770.

Na entrada da cidade, cercada por colinas, se encontra uma enorme cruz conhecida como "Curuzú Peregrino" (Cruz del Peregrino), onde o Papa Francisco chegará de helicóptero e onde dará início sua peregrinação.

De acordó com a Conferência Episcopal Paraguaia (CEP), a ideia é que uma multidão o receba até a sua chegada à Basílica da Virgem. Ao todo, 60 mil pessoas vão trabalhar para garantir a segurança do pontífice e dos peregrinos. Na missa que será realizada pela manhã no Santuário da Virgem estima-se contar com mais de 1 milhão de peregrinos.

Os turistas que visitarem Caacupe poderão aproveitar para conhecer Tupasy Ykua (Poço da Virgem) um antigo manancial com propriedades de cura. A cidade também se destaca pelo artesanato em joias e em cerâmica.

Na sexta-feira a tarde, o papa participará de um encontro cultural no estádio León Condou, em Assunção, e de uma missa na Catedral Metropolitana, localizado no centro histórico, próximo a edifícios históricos e emblemáticos, como o Palácio do Governo López e o Panteão Nacional dos Heróis e Oratório da Virgem de Assunção.

Missa em Ñu Guazú: neste parque na cidade de Luque, localizado próximo ao Aeroporto Internacional Silvio Petirossi, acontecerá a principal missa na manhã de domingo 12. O local é o mesmo que recebeu o papa João Paulo II em uma missa que reuniu milhões de peregrinos para a canonização do primeiro e, até agora único, santo paraguaio, São Roque Gonzales de Santa Cruz.

A imprensa paraguaia especula que o papa aproveitará o tempo para realizar a beatificação da carmelita descalça "Chiquitunga" Guggiari mas isso ainda não foi confirmado pela Santa Sede.

O importante artista plástico Koki Ruiz Diazha foi nomeado responsável pela construção do majestoso altar onde o papa realizará a cerimônia religiosa. O altar de 40 metros de largura e 15 de altura,será adornado com frutos da terra, como mandioca, coco e abóboras, e contará com uma cruz gigante de 16 metros do piso. Terá inspiração barroca, ao estilo das reduções jesuíticas.

As missões jesuíticas foram responsáveis pela cristianização dos povos indígenas que estavam entre Paraguai, Brasil e Argentina. No território paraguaio, as reduções conservadas de São Cosme e Damião, Santíssima Trindade do Paraná e Jesus de Tavarangüé foram declaradas Patrimônios Universais da Humanidade pela Unesco.

Costaneira de Assunção: o último grande evento previsto para o domingo 12 a tarde será a celebração dos jovens que se realizará na Costaneira de Assunção. A Conferência Episcopal estima uma presença entre 400 a 700 mil pessoas. O altar que se pretende construir na Baía de Assunção será imponente. Após isso, o papa Francisco voltará a Roma.

Turismo Religioso na Argentina e outros países.

Fontes consultadas pela Associação Industrial Hoteleira do Paraguai indicaram que as reservas de hotéis por parte de estrangeiros se encontram em crescimento e esperam chegar a 100% da capacidade hoteleira nos próximos dias.

O principal fluxo de turistas será da Argentina, e dos estados brasileiros do Paraná e Mato Grosso do Sul, além do Uruguai e Chile.

A quantidade oscilaria entre 1 e 2 milhões de pessoas. A Conferência Episcopal Paraguai propôs, inclusive que escolas e quartéis do exército cedam lugares e que os próprios moradores recebam turistas em suas casas.

O grande número de turistas estimado fez com que as autoridades encarregadas de coordenar a entrada de turistas no país desenvolvam um plano para otimizar os procedimentos que se aplicarão para garantir a magnitude do evento.

O objetivo é organizar da melhor maneira o fluxo de visitantes que entrarão pela cidade de Clorinda (Puerto Falcón - Puerto Pilcomayo), e pelas aduanas da cidade argentina de Posadas e a paraguaia Puerto Falcón.

A Direção de Turismo do Município de Assunção prepara um guia virtual da cidade para smartphones e tablets, o "Asunción Audio Tour", um aplicativo para dispositivos móveis que está sendo desenvolvido e será lançado no final de Junho, antes da chegada do papa no país.

O aplicativo permitirá aos turistas conhecer locais emblemáticos da cidade e estará dividido em três categorias: Centro Histórico, Assunção Verde e Circuito Religioso, com indicação de ruas, direção dos roteiros e características dos locais visitados.

O Município de Assunção também está planejando como ser dará a mobilidade dos pedestres pelo centro da cidade, de forma a evitar engarrafamentos e garantir que os visitantes possam passear pelas ruas sem inconvenientes, e conhecer o rico acervo cultural do centro antigo e suas inúmeras igrejas, teatros, museus, bibliotecas, edifícios da época colonial, suas opções em gastronomia e centros de compras, entre outras atrações.

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Juliana Tavares

  
  

Publicado por em