Governo de Minas vai produzir cartilha informativa para uso seguro de lareiras

A medida de precaução será tomada após os indícios da causa da morte de um casal em consequência da contaminação por monóxido de carbono, em ambiente fechado, em uma pousada de luxo

  
  

O Governo de Minas Gerais, por meio das Secretarias de Estado de Turismo, de Defesa Social, e do Corpo de Bombeiros, vai produzir um manual informativo para prevenção de contaminação por monóxido de carbono. O anúncio da distribuição do material para empreendimentos hoteleiros de todo o Estado aconteceu nessa tarde (23), após reunião entre o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, o gerente do Projeto Estruturador de Avaliação e Qualidade da Secretaria de Estado de Defesa Social, José Francisco da Silva, o diretor de Assuntos Institucionais do Corpo de Bombeiros, coronel Matuzail e a presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Silvania Capanema.

Agostinho Patrus Filho explica que a medida de precaução será tomada após os indícios da causa da morte de um casal em consequência da contaminação por monóxido de carbono, em ambiente fechado, em uma pousada de luxo em Brumadinho. “O Governo de Minas respeita o tempo de apuração dos fatos, mas se antecede neste trabalho de prevenção tendo em vista a proximidade da alta temporada turística no Estado – outono/inverno –, que, certamente trará mais turistas para Minas Gerais, principalmente nos destinos montanhosos, como Monte Verde e outras cidades do Sul de Minas, além das tradicionais cidades históricas”, antecipou-se.

Patrus Filho disse ainda que a proposta é alertar os hotéis, as pousadas e outros estabelecimentos de hospedagem para que os estabelecimentos sigam as orientações do Corpo de Bombeiros. Serão produzidas aproximadamente 10 mil cartilhas a serem distribuídas a partir da próxima semana em todos os empreendimentos hoteleiros, secretarias municipais de turismo de Minas Gerais e Associações de Circuitos Turísticos do Estado. “Os proprietários dos estabelecimentos serão orientados a afixar, em local visível, o informativo com orientações para o usuário sobre a utilização destes equipamentos”, explicou Patrus Filho.

O conteúdo do material está sendo produzido por um corpo técnico do Corpo de Bombeiros. A Setur, a ABIH e o Corpo de Bombeiros também disponibilizarão a cartilha nos portais das entidades (www.turismo.mg.gov.br - www.abihmg.com.br e www.bombeiros.mg.gov.br).

Para a presidente da ABIH, Silvania Capanema, a população deve estar atenta aos riscos que se corremos na utilização de um equipamento que, à primeira vista, é inofensivo. “Os mineiros não têm o hábito de utilizar lareiras, por isto, vejo a necessidade deste assunto ser tratado com a importância que merece”, afirmou.

Orientações
De acordo com o diretor de Assuntos Institucionais do Corpo de Bombeiros, coronel Matuzail, a contaminação por monóxido de carbono, nas mesmas circunstâncias encontradas em Brumadinho, é um risco imperceptível, uma vez que o ar contaminado não possui odor ou cor. “A utilização de lareira ou outro equipamento que produz gás necessita do que chamamos de ventilação cruzada, ou seja, que tenha entrada e saída de ar”, afirmou. O Corpo de Bombeiros alerta ainda que em casos de instalação destes equipamentos sem critérios técnicos, e sua utilização sem os cuidados adequados, pode ser fatal.

Fonte: Governo do Estado de Minas Gerais

  
  

Publicado por em