Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Turismo > Turismo rural > 

Turismo Rural na Bahia tem proposta para desenvolvimento

O Recôncavo Baiano foi priorizado para implantação e desenvolvimento do projeto piloto podendo contribuir para o seu desenvolvimento sustentável, resgatando e preservando a sua cultura e belezas naturais.

19 de Dezembro de 2008.
Publicado por Vininha F. Carvalho  

Construir uma política pública estadual de Turismo Rural e regulamentar o que é a atividade, quais as exigências do segmento e qual o potencial do Estado, identificando legislações pertinentes para análise e construindo uma legislação específica (nas 3 esferas) é uma das 34 recomendações propostas para o desenvolvimento da atividade no Recôncavo Baiano e que fazem parte do documento “Diagnóstico e Fortalecimento do Turismo Rural na Bahia” apresentado na terça-feira, 16, para empreendedores do turismo rural no Recôncavo baiano.

O encontro aconteceu na Fazenda São Geraldo, em Santo Antonio de Jesus, dentro do Projeto Turismo Rural na Bahia, cujas ações estão sendo desenvolvidas através da parceria entre o Governo do Estado – Secretaria de Turismo e Bahiatursa, Sebrae-Ba e Abaturr –Associação Baiana de Turismo Rural.

Por se destacar como uma região rica histórica e culturalmente, por sua variedade de paisagens naturais e ainda porque o Turismo Rural é considerado uma atividade importante para a região, o Recôncavo Baiano foi priorizado para implantação e desenvolvimento do projeto piloto podendo contribuir para o seu desenvolvimento sustentável, resgatando e preservando a sua cultura e belezas naturais. O sucesso dessa experiência servirá de base para a construção, consolidação e ampliação desse segmento para todo o estado.

Para iniciar o Projeto, foi realizado um diagnóstico em 21 propriedades no Recôncavo Baiano que atuam com turismo rural. O resultado deste trabalho gerou um relatório com propostas para orientar o desenvolvimento da atividade no estado.

Prioridades:

Os resultados do diagnóstico ratificaram algumas das principais necessidades ressaltadas em seminários realizados anteriormente, entre elas a criação de linhas de crédito específicas para o Turismo Rural e de projetos que viabilizem a implementação e/ou melhoria de infra-estrutura, produtos e serviços do turismo rural, implementação de boas práticas de sustentabilidade; profissionalização e qualificação do setor sem descaracterizá-lo; a melhoria de acessos e estradas incluindo sinalização turística e rodoviária.

As 34 recomendações para o desenvolvimento do Turismo Rural no Recôncavo Baiano também salientaram a necessidade de envolver a comunidade de forma mais efetiva no turismo rural incluindo a sensibilização dos proprietários; resgatar e valorizar a cultura do meio rural; articular parcerias para promover segurança no meio rural; realizar trabalho de divulgação da prática do Turismo Rural da Bahia e Recôncavo; estabelecer um calendário rural organizado que envolva festas populares características da região e criar de roteiros no meio rural.

No encerramento da apresentação, a presidente da Abaturr, Jane Figueiredo, destacou a necessidade de implementar ações e projetos que visem o desenvolvimento do Turismo Rural no Recôncavo Baiano, de forma que busquem soluções e gerem benefícios especialmente para os micro e pequenos empresários da região, para os visitantes e para as comunidades.

Todas essas iniciativas devem ser permeadas por uma forte mobilização social, integração entre os participantes e articulação de parcerias, destacando-se o papel fundamental de instituições como ABATURR, Sebrae Bahia e Secretaria Estadual de Turismo.

Fonte: Bahiatursa

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários

NEUTON

 postado: 22/12/2008 20:27:24editar

Acho muito importante uma instituição como o Banco do Brasil, desenvolver o turismo rural, com certeza vai dar certo, os turista já adoram os baianos. trabalho com turismo na Chapada dos Veadeiros-GO, se tiver oportunidade irei trabalhar com os baianos.

 

Edileuza torres

 postado: 15/2/2009 09:57:05editar

Olá,gostaria de saber ,mais sobre a viabilidade de turismo rural em assentamento do Incra,para o turista e turismo.
se tive algo a acrecenta desde ja agradeço. Edileuza.

 

MESSIAS EMMANUEL GALVÃO PUGLIESI

 postado: 2/4/2009 11:18:38editar

Sou professor universitário, especializado na àrea de turismo rural e acredito plenamente no potencial bahiano para este tipo de turismo. Tenho uma espresa de ASSESSORIA EM TURISMO RURAL onde presto serviços como diagnóstico da fazenda, implantação, acompanhamento pós-inauguração e treinamento de mão de obra específica nesta àrea. Acompanho tambem, processos de financiamento e parcerias com os poderes públicos e desenvolvimento de um plano de MARKETING específico para o projeto. Contato Tel: 071-33516752 - 88034660
Prof. Messias Pugliesi.

 

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 postado: 29/11/2010 10:36:56editar

Postei oferta de trabalho em TURISMO RURAL em 001.04.2009 quando acreditei que o trabalho conjunto da BAHIATURSA, SEBRAE E ABATURR viesse a motivar os fazendeiros para implantacao e desenvolvimento desse tipo de turismo na BAHIA. No entanto nada de concreto foi feito ate esta data. Espero que no dia 02 do corrente a convocacao feita pelo jornal CORREIO DA BAHIA tenha em pauta tambem o TURISMO RURAL.

 

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 postado: 8/12/2010 11:19:57editar

Conforme meu comentario feito em 29.11.2010, liberado e publicado por este site, ponderei que o evento de TURISMO na Bahia, patrocinado pelo CORREIO DA BAHIA, incluisse o TURISMO RURAL, infelizmente embora este evento tenha sido um sucesso nao incluiu este tipo de turismo. Estranhei tambem nao encontrar nenhum representante dessa area, se estava presente se manteve alheio a este fato.
E preciso que se trabalhe o TURISMO RURAL na Bahia pois as nossas belezas naturais, a proximidade de muitas fazendas com nossas belas prais, o folclore exuberante de nossa regiao e a inconfundivel e saborosa culinaria nos coloca em posicao de vanguarda a qualquer outro Estado brasileiro. Financiamento existe, com dois anos de carencia e dez para pagamento, so falta a disposicao e a confianca dos fazendeiros neste tipo de negocio que, garanto, deixa no minimo 20 por cento liquido de rentabilidade.

 

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 postado: 16/1/2011 12:07:24editar

O turismo rural na Bahia continua sem um direcionamento especifico para a area fazendas sao abandonadas pelos seus proprietarios por falta de rentabilidade podendo ser alcancadas atraves do TURISMO RURAL e necessario maior divulgacao para conhecimento dos interessados. As Prefeituras de todo Estado deveriam atraves de suas SECRETARIAS DE TURISMO oferecer PALESTRAS SOBRE O TEMA convidando as Cidades mais proximas e os distritos para o evento que poderia ser realizado num fim de semana em uma Fazenda proxima a Cidade e regado a um churrasco. Da mesma maneira o treinamento de mao de obra para todo tipo de turismo incluindo a comunidade local para producao de ARTESANATOS com materia prima existente em quantidade no Municipio. Esperamos que esta sugestao chega aos SECRETARIOS DE TURISMO para avaliacao e aprovacao do PREFEITO.
MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI - email - messiaspugliesi@yahoo.com.br - Tel 71-33516752 - 88034660.

 

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 postado: 14/4/2011 08:24:01editar

DECORRIDOS 90 DIAS DO MEU ULTIMO COMENTÁRIO SOBRE TURISMO RURAL NENHUMA NOVA MEDIDA FOI TOMADA PELO SEBRAE, BAHIATURSA E ASSOCIAÇÃO BAHIANA DE TURISMO RURAL. ENQUANTO NO RESTO DO BRASIL ESTE TIPO DE TURISMO TAO IMPORTANTE PARA O PROPRIETÁRIO DE TERRAS E PARA OS ADMIRADORES DESSE TIPO DE TURISMO. VAMOS TRABALHAR CONJUNTAMENTE E EVITAR QUE PESSOAS CENTRALIZEM ESSA ÀREA E NADA RESOLVAM. A BAHIATURSA QUE NAO DIZ PARA QUE VEIO DEVERIA MOSTRAR SUA CARA E PLANEJAR EVENTOS SOBRE ESSA ÀREA.

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 postado: 14/4/2011 08:36:46editar

FIQUEI BASTANTE DECEPCIONADO COM O FECHAMENTO DE UMA DAS FACULDADSES DE TURISMP DA BAHIA PARTE DOS CURSOS DE OLGA METTING ESTA E MAIS UYMA PROVA DE QUE O SETOR DE TURISMO NECESSITA DE UMA REAVALIAÇÃO POIS O MERCADO DE TRABALHO NESSA ÀREA A CADA DIA OFERECE MENOS EMPREGO E BAIXISSIMA REMUNERAÇÃO. SE OS CURSOS NAO VAO BEM POR FALTA DE ALUNO QUE AS FACULDADES SE UNIFIQUEM CRIANDO
UNIDADES MAIS FORTES E ASSINEM CONVENIOS COM HOTEIS, AGENCIAS DE TURISMO, RESTAURANTES ETC. NAO SEI SE EXISTE MAS UM SINDICATO VOLTADO PARA CUIDAR DOS INTERESSES DOS TURISMÓLOGOS SERÁ DE GRANDE AJUDA NA MELHORIA E VALORIZAÇÃO DE SEUS PROFISSIONAIS. VAMOS GENTE CUIDEMOS DO QUE DEUS NOS DEU, PRAIAS MARAVILHOSAS, TEMPERATURA INVEJAVEL MONUMENTOS HOSTÓRIOS ETC. PRA FRENTE E QWUE A GENTE ANDA.COM A PALAVRA OS INTERESSADOS.

 

Adrielle Junqueira

 postado: 13/2/2012 19:49:42editar

Foi um belo trabalho de criar o guia de turismo rural, Irá contribuir para economia solidária, a preservação ambiental, além de fazer o resgate e valorização das culturas e tradições, mostrando que a Bahia não é só praia.
Para haver sucesso, o governo tem que dar oportunidade aos profissionais da área de Turismo, principalmente aos que estão se formando em técnicos em Guia de turismo como é o caso do curso do Ceep - Áureo de Oliveira filho em Feira de Santana, Afinal são os profissionais que vão garantir o Fluxo aos locais maravilhosos que foram citados no Guia do turismo rural.

 

MESSIAS EMMANUEL GALVAO PUGLIESI

 postado: 13/12/2013 10:09:15editar

Tive o privilegio de participar em 12.12.2013 do forum sobre turismo na CASA DO COMERCIO e parabenizo a todos os profissionais que o desenvolveu e o conduziu. As palestras foram enriquecidas com videos o que aumentou mais ainda a absorçao dos assuntos.
Registro com alegria e prazer a presença do nosso Secretario DOMINGOS LEONELLI que a frente da Secretaria de Turismo realizou uma das mais produtivos gestoes. De um modo particular e por ser minha area de PALESTRAS a de TURISMO RURAL pois DE 2007 A 2012 desenvolveu juntamente com sua eficiente equipe a criaçao de 84 novos projetos de TURISMO RURAL precisavamos dessa injeçao de trabalho. Pena sua saida ainda este mes para candidatar-se a DEPUTADO FEDERAL. Amigo Leonelli fica aqui a gratidao de todos vinculados a essa area dc turismo. O NOSSO MUITO OBRIGADO E RETORNE ALGUM DIA A ESTA SECRETARIA. PRECISAMOS DE VOCE.
Messias Emmanuel Galvao Pugliesi

 

 

Veja também

Técnicos canadenses e franceses conhecem tecnologia paranaenseConvidada para Feiratur, Bahia capacita 1.245 jovens no turismo rural

 

editar    editar    editar    532 visitas    9 comentários