Alagoas bate recorde de turistas em 2009

Fluxo de passageiros aumenta a cada mês, com novos voos fretados e regulares

  
  
Todos os caminhos te levam a Alagoas

Alagoas é um estado com vocação natural para o turismo e vem apresentando, nos últimos dois anos, resultados expressivos, tanto de entrada de turistas, quanto em investimentos. A cada mês, os números divulgados pela Infraero, se superam, com crescimento no fluxo de passageiros em torno de 10% durante o ano de 2009. No mês de outubro de 2009 esse crescimento foi de quase 15%, comparado ao mesmo período de 2008. E esse número aumentará ainda mais na temporada, com novos voos captados pela Setur, com as companhias aéreas Azul e Trip.

Diversos investimentos estão sendo realizados no Estado, tanto em infraestrutura pública, quanto na rede hoteleira. A ocupação nos hotéis tem mantido altos índices, com média de 75% e picos que variam de 80% a 100% em feriados e finais de semana. Diversas companhias aéreas têm ampliado a oferta de voos em feriados e férias de julho e dezembro.

Comprovando os excelentes resultados do destino alagoano, o presidente da operadora CVC, Guilherme Paulus, afirmou que Alagoas recebe de janeiro de 2009 a janeiro de 2010, quase 140 mil passageiros da CVC.

Segundo Paulus, isso significa um aumento de quase 30%, comparado ao ano de 2008. “Tivemos 109 mil pacotes vendidos em 2008 e, em 2009, foram quase 140 mil. Nossa meta para 2010 é ainda maior. Queremos alcançar a marca de 160 mil pacotes vendidos para Alagoas”, afirma o presidente da CVC.

Alagoas recebe, durante a alta temporada 2009/2010, 31 voos charters semanais da CVC de 12 cidades brasileiras. Os novos voos para Maceió vem de Cuiabá, Londrina, Curitiba, Goiania, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre , Brasília e Belo Horizonte.

Alagoas será o único estado nordestino a receber voo charter do Chile na temporada de verão 2010

Nos meses de janeiro e fevereiro de 2010, cerca de dois mil chilenos irão desembarcar em voos charters e regulares vindos do Chile diretamente para Maceió. Depois de negociações realizadas entre a Secretaria de Estado do Turismo (Setur-AL), empresários, e operadores de turismo, Alagoas será o único estado nordestino que receberá voos charters chilenos durante a temporada de verão.

O voo charter semanal operará nos dois primeiros meses de 2010 com as operadoras Kuality e Cocha. Além de voos fretados, Alagoas receberá voos regulares do Chile no verão. A operadora chilena Turisclub fechou uma parceria com a companhia aérea TAM para levar 620 passageiros chilenos em voos regulares no período de 19 de janeiro a 18 de fevereiro a Maceió. O voo fará a rota Santiago-São Paulo-Maceió.

Companhia italiana tem novos voos para Maceió

Alagoas recebe pela primeira vez três voos semanais provenientes da Itália nesta temporada 2009/2010. Dois desses vôos são operados pela companhia aérea Air Italy e chegam a Maceió vindos de Roma e de Milão.

Os voos da Air Italy tem capacidade para 230 passageiros e virão a Maceió durante o período de 20/12/2009 a 02/05/2010, com desembarques sempre aos domingos.

O terceiro charter é operado pela Livingston, que mantém esse fretamento para o Estado há 11 anos A Livingston mantém os pousos às sextas-feiras e tem capacidade para 272 passageiros. O mercado italiano é o principal emissor internacional para Alagoas e os vôos charters aumentam ainda mais o fluxo de turistas e consolidam o nome de Alagoas no mercado internacional.

Trip Linhas Aéreas inicia voo para Maceió

A Trip Linhas Aéreas inicia novo voo regular diário ligando diretamente Maceió a Belo Horizonte e a Recife, a partir de 20 de dezembro. O voo sai do Rio de Janeiro e faz a ligação a Belo Horizonte, Maceió, Recife e Fernando de Noronha.

De acordo com o presidente da companhia, José Mario Caprioli, esse é um marco importante para a empresa, pois abrange sua atuação regional, assim como é resultado de negociações feitas pelo secretário de Turismo de Alagoas, Virginio Loureiro, que defende a melhoria para a malha aérea regional do Nordeste.

As aeronaves utilizadas pela Trip são o modelo Embraer 175, com capacidade para 86 passageiros.

Para o secretário Virginio Loureiro, Alagoas tem muito a comemorar, pois terá novamente a ligação aérea diária com Recife, importante mercado regional, que tem conexões para destinos internacionais, como a Europa.

Azul Linhas Aéreas traz mais turistas a Alagoas

A Azul Linhas Aéreas, empresa inaugurada em dezembro de 2008, iniciou suas operações para Maceió em junho de 2009. O voo regular com o trecho Campinas-Maceió parte do Aeroporto de Viracopos às 23h, todos os dias, com chegada à capital alagoana às 2h. Na volta, o voo parte às 3h de Maceió e pousa em Campinas às 6h.

Maceió foi a quarta capital do Nordeste com voo da Azul, e a 13º destino no Brasil a ser incorporado à malha aérea da empresa. A empresa estuda em aumentar o número de voos para Maceió, com a abertura de novos mercados.

Para a alta temporada, a Azul disponibiliza voos extras para Maceió, ligando-se diretamente a Campinas, interior de São Paulo, e com conexões para outras cidades brasileiras.

Alagoas recebe 59 cruzeiros marítimos de novembro a março

A temporada de 2009/2010 de cruzeiros marítimos começou no dia 9 de novembro com a chegada do navio MSC Melody, com cerca de 1500 passageiros. Esse número de cruzeiros é crescente até o fim de março de 2010. Segundo dados da Abremar – Associação Brasileira de Representantes de Empresas Marítimas, de novembro de 2009 a março de 2010, o Porto de Maceió recebe 59 navios totalizando mais de 120 mil passageiros.

Segundo Ricardo Amaral, presidente da Abremar, esse número significa um aumento de 68% em relação à temporada 2008/2009, que teve 29 navios com 70 mil passageiros desembarcados.

Novos hotéis são inaugurados em Alagoas

Alagoas vive um momento positivo na atividade turística e isso se reflete em investimentos. Dez hotéis foram inaugurados e ampliados entre 2008 e 2009, aumentando a oferta de leitos em Maceió e litoral Norte e Sul de Alagoas. Até o final de 2010, serão mais cinco novos meios de hospedagem inaugurados, que totalizarão seis mil empregos diretos e indiretos, além de oferta de 1500 unidades habitacionais (apartamentos em hotéis).

A previsão até 2011 é totalizar mais de 30 hotéis inaugurados, que gerarão cerca de 9 mil empregos diretos e indiretos. O montante investido na construção de novos hotéis de 2008 a 2011 chega a casa de R$ 450 milhões. Dos projetos em obras até 2011, Alagoas tem garantido o valor de R$ 450 milhões eminvestimentos, porém hpa ainda projetos prospectados para 2012, que totalizam quase R$ 1 bilhão.

O alto padrão de qualidade em infraestrutura é uma marca que o destino vem conquistando. A implantação de hotéis como o Radisson, Kenoa Resort, Salinas Maceió, entre outros, mostra esse conceito.

O trabalho que vem sendo realizado pelo Governo do Estado é reconhecido por empresários locais, que são responsáveis por 75% dos investimentos na hotelaria alagoana.

Segundo o empresário Marcio Coelho, do hotel Ritz Lagoa da Anta, o trabalho que está sendo realizado pela Secretaria de Estado do Turismo já traz resultados concretos e práticos, consolidando o destino Alagoas entre os principais do Brasil. “A Setur, com a liderança do secretário Virginio Loureiro, vem desenvolvendo ações no mercado, tanto na divulgação do destino, quanto na captação de voos e empreendimentos”, destaca.

Já o diretor do grupo Salinas, Glenio Cedrim, parabenizou o trabalho desenvolvido pela Setur, ‘que se profissionalizou, com a atuação de técnicos a frente de sua gestão, como o secretário Virginio Loureiro, que entende as demandas dos empresários locais e conhece bem o mercado turístico’. Cedrim acrescenta que os recursos da Setur estão sendo bem aplicados, com ações em parceria com o empresariado e as secretaria municipais de Turismo, e os resultados são expressivos e notórios.

“Tivemos um grande recorde de turistas em 2008 em Maragogi e em Maceió, e agora outro recorde em 2009. E esperamos mais sucesso em 2010, com a abertura dos novos hotéis”, afirma. Glenio também anuncia novos empreendimentos do grupo Salinas: o Tropicalis está previsto para setembro do próximo ano. Serão 110 apartamentos, com padrão quatro estrelas. O empreendimento está sendo erguido no bairro da Ponta Verde, a uma quadra da praia.

Para 2011, Cedrim anuncia mais um hotel do grupo, também na Ponta Verde e com padrão quatro estrelas. Serão 150 apartamentos, mas o hotel ainda não tem nome definido. Além disso, está programada a ampliação do Salinas Maragogi, com mais 65 apartamentos e também do Salinas Ipioca, com mais 31 unidades.

Segundo o governador Teotonio Vilela Filho, os novos hotéis são investimentos de alta qualidade que proporcionam o avanço no turismo e na economia do Estado, gerando renda para a população alagoana.

Grupo empresarial anuncia empreendimento de R$ 100 milhões para Alagoas

Outro grande empreendimento anunciado, que será construído em Coruripe é projeto Duas Barras, que vai investir R$ 100 milhões. O projeto pertence à empresa Itacap Um Incorporações e Participações Ltda., do Grupo Itacaré Capital, e será composto por um resort e um condomínio residencial de alto padrão.

De acordo com a direção da empresa, há apenas cinco projetos semelhantes no país. Para se ter uma ideia do tamanho do empreendimento, serão 200 hectares ocupados, porém com apenas 5% de área construída, respeitando o meio ambiente e valorizando a mata nativa, além de ser o primeiro resort assinado por Oscar Niemeyer.

O projeto está em fase de licenciamento e será submetido ao Conselho de Preservação do Meio Ambiente (Cepram) no início de 2010. De acordo com a expectativa do empreendedor, as obras devem começar em setembro de 2010, mas, de acordo com a liberação das licenças ambientais, o empreendimento será iniciado o quanto antes.

LISTA DE NOVOS HOTÉIS

Inaugurados:
Ritz Coralli – Ponta Verde
Salinas Maceió – Ipioca
Porto Maceió – Ponta Verde
Radisson – Pajuçara
Pousada Infinito Mar – Passo de Camaragibe
Marinas Hotel (ampliação) – Jatiúca
Salinas do Maragogi (ampliação) – Maragogi
Ritz Plaza Mar (ampliação) – Ponta Verde
Kenoa Resort – Barra de São Miguel
Pousada Gungaporanga - Barra de São Miguel
Inaugurações previstas para 2010:
Mércure Pajuçara
Ritz Suites – Cruz das Almas
Tropicallis – Ponta Verde
Meridiano – Pajuçara
Projetos da SETUR

Guias de Turismo têm profissão regulamentada em Alagoas

A Secretaria de Estado do Turismo apoiou a regulamentação do exercício da profissão de guia de Turismo em Alagoas. A Lei Estadual de 2008, de iniciativa do deputado Judson Cabral, foi regulamentada em Alagoas em novembro de 2009, e prevê a necessidade do registro obrigatório do guia no cadastro dos prestadores de serviço do Ministério do Turismo,

A prerrogativa desta fiscalização, além do cadastramento, fica a cargo da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), como órgão representativo do Ministério do Turismo em Alagoas. A fiscalização acontecerá em parceria com o sindicato dos guias do Estado.

É através dessa regulamentação que os profissionais ainda não cadastrados poderão se enquadrar no cadastro dos prestadores de serviços turísticos, fazendo com que a qualidade do serviço oferecido ao turista seja ainda melhor.

Costa dos Corais é contemplado com verba do Mtur

A Costa dos Corais receberá R$100 mil reais através do edital de Projetos de Apoio à Comercialização de Destinos Turísticos do Ministério do Turismo para execução de ações de divulgação no período de um ano.

O edital selecionou 10 projetos dos 181 inscritos nacionalmente. Entre eles está o caso de sucesso da Costa dos Corais alagoana, que teve o destino contemplado através de projeto inscrito pela Associação dos Hotéis, Pousadas e Trade Turístico do Litoral Norte (Ahmaja), com o apoio da Secretaria de Estado do Turismo. A Costa dos Corais é o único destino no Nordeste a receber a verba do MTur, além da Bahia.

O projeto prevê a estruturação de site para divulgação e comercialização da Costa dos Corais, visita a agentes e operadores de turismo em outros estados do Brasil, realização de Fampress e Famtours (viagens de jornalistas e agentes de turismo ao destino como forma de promovê-lo), produção de material gráfico e participação em diversas feiras de turismo no território brasileiro.

Setur desenvolve projetos com parceria do Ministério do Turismo

Projetos e recursos

O projeto de Mapeamento Cultural, elaborado pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur-AL), com o apoio do Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes) e aprovado pelo Ministério da Cultura, realizou uma pesquisa com as comunidades locais e produziu um catálogo. Com o projeto realizado, foi lançado o produto turístico “Cidades Históricas” no segmento cultural.

Uma das regiões prioritárias para o desenvolvimento do turismo é o Baixo São Francisco, visando à interiorização da atividade turística, alinhada às diretrizes estaduais do Plano Nacional de Turismo. O projeto, que tem a parceria do Governo de Alagoas, Sebrae-AL, Ministério do Turismo, Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), terá, até 2011, um investimento total de US$ 2,8 milhões.

A ação conjunta abrange 11 municípios e tem previsão de quatro anos para ser concluída. O referido projeto foi considerado inovador em função da área a ser trabalhada, tendo o rio como elemento integrador para o desenvolvimento da região.

Alagoas também teve projetos aplicados na aera da educação para o Turismo. O Projeto Caminhos do Futuro foi aplicado em escolas estaduais nas cidades do litoral Norte e Sul nos anos de 2007 e 2008, com o intuito de introduzir os conteúdos transversais do turismo nas matérias bases do ensino fundamental e médio.

Alagoas mostra balanço positivo no Salão do Turismo 2009

A cada edição do Salão do Turismo, Alagoas aumenta sua participação. Em 2009, pela primeira vez os empresários participaram da Área de Comercialização, e alcançaram mais de R$ 40 mil em vendas de pacotes, dentro das quatro regiões trabalhadas no Estado, Maceió e região Metropolitana, Costa dos Corais, Lagoas e Mares do Sul e Rio São Francisco.

O artesanato alagoano foi outro grande sucesso do salão, com vendas em mais de R$ 9 milhões. O carro-chefe do artesanato, sem dúvida, é o famoso ‘filé’, renda típica de Alagoas. Outros produtos foram comercializados, como peças em fibra de bananeira, cerâmica e cestaria.

Ações

Esses resultados são frutos de ações realizadas pela Secretaria de Estado do Turismo, ao longo do ano de três anos, nos mercados emissores para Alagoas, com a participação em mais de 50 eventos nacionais e internacionais por ano, realização de workshops para capacitação de agentes de viagens, divulgação do destino em revistas especializadas, organização de visitas de agentes de viagens e jornalistas aos atrativos turísticos de Alagoas, os chamados “famtours”.

A negociação direta com operadoras turísticas e companhias aéreas é outra atividade contínua da Setur para o aumento do fluxo turístico no Estado, que gera cada vez mais emprego e renda para a população, atingindo todos os níveis da sociedade, desde hotéis até as tapioqueiras e pescadores.

O turismo de eventos também está aquecido em Maceió, e, segundo dados do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, cresceu 32% em 2008 e mais 10% em 2009. O Centro de Convenções recebeu, durante 2008, 209 eventos e mais de 600 mil pessoas passaram por feiras, congressos, shows e outros eventos no equipamento. Já em 2009 foram 230 eventos realizados com um público de mais de 700 mil pessoas.

Novos roteiros

Turismo: Aventura, Etnia, Cangaço e Civilização do Açúcar são roteiros trabalhados em Alagoas

Aventura, etnia, cangaço, e ‘civilização do açúcar’ são roteiros que vem sendo trabalhados e formatados pela Secretaria de Estado do Turismo, Sebrae-AL, secretarias municipais, e empresários do setor, dentro da estratégia de diversificação dos roteiros, além do “sol e praia”.

O segmento de aventura vem crescendo no Brasil e em Alagoas empresários se uniram, com o apoio da Setur para trabalhar o segmento com compromisso e qualidade. Desde dezembro de 2008, Alagoas possui uma comissão da Associação Brasileira de Empresas de Turismo de Aventura (ABETA), com cinco empresas associadas e duas em fase de formalização.

O turismo étnico, que também tem história em Alagoas, com a Serra da Barriga, tem como forte produto o GUESB, uma casa de cultura afro-brasileira, localizada no bairro Village Campestre II, que apresenta aos turistas dança, história e cultura, além de coordenar o projeto social Inaê, que atende mais de 300 pessoas da comunidade e 120 crianças, com oficinas de dança, pintura, artesanato, culinária, informática, e idiomas.

O segmento étnico está entre os produtos desenvolvidos para a nova oferta turística de Alagoas, com a estruturação da Serra da Barriga e o Grupo União Espírita Santa Bárbara (GUESB). O segmento está sendo trabalhado em parceria com a Bahiatursa, para um roteiro integrado entre Alagoas, Bahia e Pernambuco.

Civilização do Açúcar e Rota do Cangaço

O roteiro integrado Civilização do Açúcar, contemplado no Programa de Regionalização do Turismo, abrange a cultura e história da cana-de-açúcar nos estados de Alagoas, Pernambuco e Paraíba, com visitas a engenhos e comunidades locais.

O roteiro já foi lançado nacionalmente durante o Salão do Turismo, em julho de 2009, e está em fase de conclusão do projeto com ações junto ao mercado, com divulgação e formatação de pacotes junto a operadoras de turismo. O trabalho integrado do MTur, Sebrae e secretarias estaduais de Turismo com roteiro da Civilização do Açúcar será finalizado em março de 2010, quando já estará totalmente pronto para a comercialização.

Um dos produtos já trabalhados há alguns anos em Alagoas, mas que muitas pessoas não conhecem é a Rota do Cangaço, que também é trabalhada integradamente entre os estados de Alagoas, Bahia e Sergipe.

No território alagoano, os municípios de Piranhas, Água Branca e Delmiro fazem parte da rota. Entre as atrações principais estão o cânion do São Francisco, o quinto maior e primeiro em navegável do mundo, o patrimônio arquitetônico, a gastronomia típica, a história e cultura sertaneja, a natureza do sertão, e principalmente a história do cangaço e de Lampião.

O turismo na região cresceu muito em cinco anos. O fluxo de turistas também aumentou nos últimos anos, hoje são 70 mil por ano na rota do Cangaço como um todo, e 145 mil na grota de Angico, um dos principais pontos turísticos da região.

Caminhos do Imperador reforça turismo histórico no Baixo São Francisco

Em comemoração aos 150 anos da viagem de Dom Pedro II (1825-1891) a Alagoas, quando o último imperador do Brasil buscou conhecer as potencialidades do Rio São Francisco, o caminho percorrido foi refeito, transformando-se na Rota do Imperador. A rota é um projeto turístico do Arranjo Produtivo Local (APL) Caminhos do São Francisco e conta com apoio do governo do Estado, por meio das secretarias de Turismo, Cultura, Planejamento e Comunicação, que planejam o fortalecimento do turismo histórico em toda região do baixo São Francisco.

A rota conta com mais de 220 km a serem percorridos de barco e 87km para serem feitos através da via terrestre. O Baixo São Francisco é uma região muito rica em belezas naturais e história, abriga espaço para o turismo de aventura e vem desenvolvendo exemplos de turismo com base sustentável. Na região, os municípios de Delmiro Gouveia e Penedo dispõem de insfraestrutura turística, com boas opções de hospedagem.

Fonte: Secretaria de Turismo de Alagoas

  
  

Publicado por em