Belezas naturais e shows nacionais esquentam o Festival de Verão em Pedro Afonso

Diversão para a moçada, tranquilidade para as famílias, sol e muita água fresca. A eco praia Sono em Pedro Afonso a 304 km de Palmas, foi aberta oficialmente

  
  

Diversão para a moçada, tranquilidade para as famílias, sol e muita água fresca. A eco praia Sono em Pedro Afonso a 304 km de Palmas, foi aberta oficialmente neste fim de semana e já contou com a presença de moradores e turistas que foram usufruir das belezas naturais daquele lugar e da estrutura que está sendo oferecida.O presidente da ADTUR-Agência de Desenvolvimento Turístico do Tocantins, Ruberval França, foi lá conferir o atrativo, e os técnicos da agência fizeram o diagnostico da temporada de praia.

Banhado pelo rio Sono o banco de areia surge do meio do rio, formando a praia e fazendo as águas se abrirem em dois braços. Para a travessia até à praia gasta-se não mais que um minuto nas lanchas voadeiras, ao preço de R$1,50 com opção de também utilizar-ser a passarela.

Quem escolhe este recanto para passar férias ou pelo alguns dias, vai se deparar com uma natureza primorosa, com águas claras e limpas e areia branca e fina somada a estruturas de barracas padronizadas, feitas em madeirite e coberta por tendas, banheiros químicos por toda a praia, palco, túnel metálico decorado com animação de DJ. Ainda: programação esportiva com circuito de vôlei de praia e beach soccer.

Shows nacionais e regionais compõem as atrações do Festival de Verão, que inclui o aniversário de 163 anos da cidade e que prometem esquentar ainda mais essa temporada.

Neste primeiro fim de semana de funcionamento da praia, muitos jovens, grupos de amigos e famílias inteiras se fizeram presentes. Pessoas que lotaram os hotéis da cidade e outras que acamparam na própria praia, em barracas de camping ou nas barracas tamanhos 6X6 ou 6X 12, construídas para serem alugadas por toda a temporada por R$ 1.200,00 ou R$ 2.000,00.

Nas 19 barracas comerciais, além de bebidas variadas são servidas refeições e petiscos com peixes, carne de sol, batata frita, frango à passarinho e até mesmo um bom churrasco com picanha, que sai por R$ 35,00. O peixe frito inteiro, que serve a vontade pelo menos quatro pessoas, custa R$ 40,00. Além disso, lanches com salgados, cachorro-quente e café da manhã com sucos e até mesmo cuzcuz e beiju.

Todo este comércio, além de dar comodidade aos turistas, aquece a economia local. O barqueiro Luiz Louzero da Silva, há 20 anos aproveita a temporada de praia para complementar a renda da família. “Comecei com uma canoa de madeira, consegui comprar a lancha com motor e ganho em média R$ 4 mil livre durante a temporada de praia”, conta.

Toda essa beleza e infraestrutura impressionou a enfermeira Kelly Mariano Bezerra, de Goiânia, que foi passar férias com toda família, sem dia certo para voltar. “Eu já conhecia a praia, mas hà algum tempo não vinha. Fiquei impressionada com a estrutura e o atendimento que estão muito bom”, disse.

Outro grupo de amigos da cidade de Colinas também citou a estrutura como diferencial da praia. “Acabaram aquelas barracas de palha e gostamos muitos desse modelo. Tivemos uma recepção muito boa no píer com os barqueiros, e ainda tem a praia em si que está ótima e a água limpinha. Dá para aproveitar bastante”, disse o administrador Amageldo Barbosa.

Além da proposta de praia ecologicamente correta, a prefeitura está distribuindo panfletos com informações de educação ambiental e informações turísticas, como localização de hotéis, restaurantes, farmácias, hospitais e bancos da cidade e a programação da praia. A temporada na Eco Praia Sono segue até o dia 31 de julho. Neste período a ADTUR estará atuando com consultorias nos produtos da gastronomia, manipulação de alimentos e atendimento, e realizando a pesquisa do público participante.

Fonte: ADTUR

  
  

Publicado por em