Comemorando 510 anos, Fernando de Noronha tem programação especial e histórias a mostrar

Neste fim de semana o arquipélago completa 510 anos de descobrimento e terá programação especial para os visitantes e moradores

  
  
Praia do Sancho

Noutros tempos, o arquipélago já foi abandonado, foi alvo de invasões de estrangeiros, presídio e até base de instalações americanas na 2ª Guerra Mundial.

Fernando de Noronha foi descoberto acidentalmente pela segunda expedição exploradora de pau-brasil, sob o comando do navegador Gonçalo Coelho. Quem fez os registros do paraíso foi o navegador italiano Américo Vespúcio. A ele foi atribuída a descoberta em 10 de Agosto de 1503.

A Administração da Ilha promove no dia 10 de agosto uma programação especial, para comemorar a data. Às 10h será inaugurada a Biblioteca Pública Distrital, na Vila do Trinta. Às 18h a Feira Cultural da Sustentabilidade dá início às festividades, com artesanato local, comidas típicas e brincadeiras.

O projeto "Meu Negócio é Noronha" será apresentado durante o evento e tem como objetivo informar boas condutas para receber bem os turistas.

No dia 09 a Administração vai realizar uma palestra no auditório da Escola Arquipélago sobre o tema, na qual serão distribuídas cartilhas educativas às crianças e adolescentes da ilha. No dia 10, nos restaurantes e no dia 11 nas embarcações.

O Arquipélago de Fernando de Noronha, Patrimônio Mundial Natural (UNESCO, 2001), é um santuário ecológico que seduz por sua beleza exuberante e referência de preservação ambiental. Com uma população de apenas 2630 habitantes (Censo 2010) - entre moradores permanentes e temporários - o turismo é desenvolvido de forma sustentável, criando a oportunidade do equilíbrio entre o Homem e a natureza.

Noronha tem melhor IDH do Estado
Um estudo realizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), revelou que Fernando de Noronha é o melhor lugar para se morar em Pernambuco e em todo o Nordeste.

Os dados levam em consideração os critérios da ONU (Organização das Nações Unidas) e são referentes ao Censo do IBGE (Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2010, com resultados divulgados neste ano.

Na classificação geral do País, a ilha está na posição número 76, segundo o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) 2013. O índice avalia serviços como educação, saúde, transporte e ainda expectativa de vida e renda.

Sua renda per capita é de R$ 1034,14, com expectativa de vida de 75,36 anos e um IDHM educação de 0.748.

A alta de índices de emprego e a baixa (ou nenhum) registro de violência, além dos grandes investimentos em saúde e educação, são fundamentais para fazer desse Arquipélago, um local privilegiado.

Por Eduardo Andreassi

  
  

Publicado por em

Maria Taylor Andress

Maria Taylor Andress

09/08/2013 22:13:12
A propósito, em Fernando de Noronha há água potável, ou seja, lagos, minas ou rios.

Veja ai

Veja ai

09/08/2013 21:28:27
Ilha só para pessoas que podem bancar, pobre jamais.

Francisco Carvalho

Francisco Carvalho

09/08/2013 21:07:51
Isto é O Brasil.