Conheça o 'Mar de Sete Cores' do Caribe colombiano; Veja fotos

Para os amantes de mares cristalinos, praias paradisíacas e dias de sol, o arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina oferece aos visitantes uma viagem inesquecível e colorida

  
  
A ilhota Johnny Cay está localizada a apenas 10 minutos de San Andrés e é considerada a praia mais bonita da região com belas barreiras de corais e águas cristalinas

O Mar de sete cores é a grande atração do litoral da Colômbia. Com águas tropicais e diferentes tonalidades de azul, a beleza natural do arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina deixa qualquer turista apaixonado. Banhado pelo Oceano Atlântico e Pacífico, o extenso litoral do país contempla paisagens exuberantes em um mundo totalmente paralelo à política social do interior do continente.

Localizadas a 700 quilômetros da América do Sul, as ilhas estão situadas ao noroeste da Colômbia, na extremidade ocidental do Mar das Caraíbas. Como a região faz parte do Caribe, a temperatura média fica em torno 27ºC, oscilando entre máximas de 33ºC e mínimas de 17ºC.

O arquipélago é formado por três ilhas principais, sendo elas San Andrés (26 km²), Providencia (17km²) e Santa Catalina (1km²), além de diversas ilhotas, rochas e bancos de areia. Com tantos e belos atrativos naturais, o local foi declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO por seu majestoso e riquíssimo ecossistema.

Entre os 71 mil habitantes da região, ainda há antigos corsários e descendentes de piratas ingleses que mantêm fielmente suas raízes e culturas. A língua local é o inglês e o espanhol, além do creole, uma mistura de inglês com francês. A tradição dos piratas não permaneceu apenas na língua, a região também é famosa pelas lendas e histórias destes antigos desbravadores dos mares.

A mistura das riquezas naturais, boa gastronomia e vida noturna agitada ao som de reggae desperta o interesse de turistas pela região. Em San Andres encontra-se o agito, os esportes náuticos e também as praias paradisíacas. Em Providencia, lindas montanhas verdes e barreiras de corais são admiradas e, na pequena Santa Catalina, a tranquilidade e o canto dos pássaros imperam neste oásis tropical.

O segredo para conservar este paraíso foi transformar o arquipélago em Parque Nacional. Conhecida como “Old Providence McBean Lagoon”, a região permanece intacta mesmo com o alto número de turistas que visitam as ilhas. A preservação mantém a salvo toda a vida marinha que é responsável diretamente pelas diferentes colorações que pintam o mar com sete cores, variando entre o azul-turquesa e o verde-marinho.

Ilha de San Andrés
San Andrés é a maior das ilhas e proporciona aos visitantes momentos de lazer, esportes náuticos, agito noturno, além do sossego de um mar azul turquesa. A região é recomendada para quem prefere um ambiente mais rústico sem grandes confortos, mas com uma imensa variedade de opções de programas aos turistas.

A dica de passeio é a ilhota Johnny Cay, localizada a apenas 10 minutos de San Andrés. Considerada a praia mais bonita da região com belas barreiras de corais e areias incrivelmente brancas banhadas por águas cristalinas, o local atrai turistas que querem fugir da agitação da ilha principal.

Ilha de Providencia
Considerada um paraíso dos mergulhadores, Providencia foi eleita recentemente como um dos 10 melhores destinos de ecoturismo da Colômbia. Os grandes destaques da ilha são sua exuberante vida marinha e as belas barreiras de corais.

O local também é uma das melhores regiões para a prática de mergulho no país e conta com quatro escolas que oferecem cursos de cinco e sete dias no valor de R$ 750, incluindo certificação internacional. Já para quem quiser ter apenas uma noção básica, para aproveitar ao máximo essa experiência, há cursos de um dia (aula teórica e prática) no valor de R$ 150, com direito à 40 minutos de mergulho nos corais em uma profundidade de até 10 metros.

Ilha de Santa Catalina
Santa Catalina é ligada à ilha de Providencia pela famosa Ponte dos Apaixonados, construída por piratas no século XVII, durante a guerra entre espanhóis e ingleses que se prolongou por décadas. A colorida e flutuante ponte de madeira não é só para namorados, mas também para os 200 habitantes de Santa Catalina, que a utilizam para o acesso ao centro da cidade.

Outra curiosidade da pequena ilha é uma grande pedra conhecida como “Cabeça de Morgan”, que possui o formado semelhante ao rosto do famoso pirata que comandou o local por anos. Na região ainda é possível encontrar vestígios da época dos homens de ‘perna de pau’, como canhões e outros apetrechos de batalhas. Segundo uma lenda local, a ilha foi usada durante séculos para esconder os tesouros roubados, porém nunca foram encontrados.

Seviço

Melhor época para visitar: Entre os meses de dezembro e janeiro, e em época mais seca, entre junho e agosto.
Moeda: Peso colombiano. A dica é levar o dinheiro em espécie, pois é cobrada uma taxa de saque, no valor de R$ 6.
Saúde: Certificado internacional de vacinação contra a febre amarela.
Visto: Não é necessário.

Mapa


.
Confira fotos do paradisíaco arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina

Considerada um paraíso dos mergulhadores, Providencia foi eleita recentemente como um dos 10 melhores destinos de ecoturismo da Colômbia
Localizadas a 700 quilômetros da América do Sul, as ilhas estão situadas ao noroeste da Colômbia, na extremidade ocidental do Mar das Caraíbas
O arquipélago é formado por três ilhas principais, sendo elas San Andrés, Providencia e Santa Catalina, além de diversas ilhotas, rochas e bancos de areia
Com tantos e belos atrativos naturais, o local foi declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO por seu majestoso e riquíssimo ecossistema
San Andrés é a maior das ilhas e proporciona aos visitantes momentos de lazer, esportes náuticos, agito noturno, além do sossego de um mar azul turquesa
Com águas tropicais e diferentes tonalidades de azul, a beleza natural do arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina deixa qualquer turista apaixonado
  
  

Publicado por em