Feriado prolongado promete movimentar Ilhabela

...E aquecer o turismo local

  
  

A Secretaria de Turismo e Fomento de Ilhabela espera receber até a próxima quinta-feira (11/6), feriado de Corpus Christi, aproximadamente 18 mil turistas, que devem ocupar cerca de 60% dos hotéis e pousadas da cidade.

De acordo com a secretária de Turismo, Maria Inês Ferreira, a expectativas não poderiam ser melhores, já que o tempo está ensolarado. “O mês de junho é o mais bonito na cidade e as pessoas conseguem aproveitar melhor o dia com uma série de atividades”, garante.

Quem escolher a cidade como destino turístico nesse feriado, poderá conferir atrações como o 1° Bazar da Oficina de Costura “Mãos de Fada”, realizado pelo Fundo de Solidariedade entre os dias 11 e 14 de junho, das 10h às 22h, na sede da Secretaria da Cultura, na Vila.

Para os esportistas, Ilhabela será sede do 19° Campeonato Brasileiro da Classe Holder 12. Estão programadas 10 regatas que acontecerão no canal também de quinta à domingo (11 a 14), com largada na praia do Pequeá.

Já para os religiosos, a cidade também promove missa, procissão e outros atos católicos. O feriado de Corpus Christi é uma comemoração católica, marcada pela confecção do tradicional tapete de pó de serragem, que se estende pelas ruas do Centro histórico da cidade. Cada comunidade se responsabiliza por uma parte do tapete que começa a ser confeccionado a partir das 7h desta quinta-feira (11/6).

Comunidade Católica de Ilhabela comemora festa de Corpus Christi com tradicional confecção de tapete

Para muitos o feriado de Corpus Christi é apenas mais um dia de folga, mas nesta quinta-feira (11/6), a partir das 16h, a Igreja Católica comemora a festa de Corpus Christi com missa seguida de procissão. A comemoração tem como objetivo celebrar solenemente o mistério da Eucaristia – o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo e é marcada pela confecção do tradicional tapete de pó de serragem, que se estende pelas ruas do Centro Histórico de Ilhabela (Vila). Cada comunidade se responsabiliza por uma parte do tapete que começa a ser confeccionado a partir das 7h.

A festividade teve origem em 1243, em Liège, na Bélgica, no século XIII, quando a freira Juliana de Cornion teria tido visões de Cristo demonstrando-lhe desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque.

Em 1264, o Papa Urbano IV através da Bula Papal "Trasnsiturus de hoc mundo", estendeu a festa para toda a Igreja, pedindo a São Tomás de Aquino que preparasse as leituras e textos litúrgicos que, até hoje, são usados durante a celebração. Compôs o hino “Lauda Sion Salvatorem” (Louva, ó Sião, o Salvador), ainda hoje usado e cantado nas liturgias do dia pelos mais de 400 mil sacerdotes nos cinco continentes.

A procissão com a Hóstia consagrada conduzida em um ostensório é datada de 1274. Foi na época barroca, contudo, que ela se tornou um grande cortejo de ação de graças.

No Brasil

No Brasil, a festa passou a integrar o calendário religioso de Brasília, em 1961, quando uma pequena procissão saiu da Igreja de madeira de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima. A tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais.

A celebração de Corpus Christi consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento.

A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da Terra Prometida. No Antigo Testamento esse povo foi alimentado com maná, no deserto. Hoje, ele é alimentado com o próprio Corpo de Cristo.

Durante a Missa o celebrante consagra duas hóstias: uma é consumida e a outra, apresentada aos fiéis para adoração. Essa hóstia permanece no meio da comunidade, como sinal da presença de Cristo vivo no coração de sua Igreja.

Fonte: Secretaria de Turismo de Ilhabela

  
  

Publicado por em