O verde e as águas do Espírito Santo

Roteiro capixaba reúne história, dunas, praias, lagoas e forró

  
  
Conceição da Barra, capital capixaba do forró

Já tem destino para a próxima viagem? A Rota do Verde e das Águas, no Espírito Santo, permite ao turista desfrutar a história da região, a gastronomia de fechar os olhos, o ambiente paradisíaco das praias e a badalação ao ritmo do forró. O roteiro compreende os municípios de Vitória, Aracruz, Linhares, São Mateus e Conceição da Barra.

Em Aracruz, distante 50 km da capital, Vitória, o turista pode vivenciar o dia a dia e o artesanato das tribos Tupiniquim e Guarani.

Já Linhares – Paraíso das Águas – encanta por abrigar 25 % das reservas de Mata Atlântica do estado e 64 lagoas, entre as quais se destaca a Lagoa Juparanã. Ela é conhecida por suas praias de águas transparentes e calmas, boa pedida para a prática de esportes náuticos e um entardecer de cartão-postal.

Próximo a Linhares, em Regência, o turista pode aprender mais sobre o Projeto Tamar, voltado para preservação de tartarugas-marinhas.

E que tal embarcar no passado da região pelo seu patrimônio histórico-cultural? Em São Mateus, ao norte do estado, o porto e os casarões dos séculos XVIII e XIX são as atrações. Se o objetivo é badalação, a ilha Guriri, ligada ao continente por ponte sobre o Rio Mariricu, é o destino ideal.

Já no extremo norte, em Conceição da Barra – capital capixaba do forró e ponto final do roteiro –, o cenário que impressiona são as dunas e praias do Parque Nacional de Itaúnas, reconhecido como Patrimônio da Humanidade.

94 motivos para viajar pelo Brasil
As atrações fazem parte do roteiro Rota do Verde e das Águas, estruturado pelo Programa de Regionalização do Turismo. Lançado em 2004, o programa trabalha o desenvolvimento do setor em todo o país e a gestão descentralizada. O objetivo é estruturar, diversificar e qualificar a oferta turística brasileira para inserir de forma competitiva o produto Brasil no mercado internacional.

Os roteiros apoiados pelo programa estão reunidos na revista Roteiros do Brasil 2010. Para acessá-la, clique aqui .

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em