Boa Viagem está na lista das praias com mais ataques de tubarões no mundo; Veja a lista completa e saiba como se defender de um ataque

Conheça as 5 praias mais perigosas no mundo quando o assunto é ataque de tubarão; a lista inclui a praia brasileira de Boa Viagem (Recife). Além disso, veja dicas de como evitar e se defender de um ataque de tubarão

  
  
O estado de Pernambuco concentra a maior parte dos ataques de tubarões no país. Desde 1992, foram registrados 59 ataques a banhistas nas praias do estado, com 24 vítimas

Por mais que não seja um assunto muito abordado no Brasil, os ataques de tubarão no país não são raros. Pelo contrário, a Praia de Boa Viagem (Recife/PE) é considerada por especialistas como um dos locais mais perigosos do mundo para banhistas devido a grande presença de tubarões. Em julho de 2013, um ataque de tubarão matou a jovem Bruna Gobbi, de 18 anos, nesta mesma praia.

O estado de Pernambuco concentra a maior parte dos ataques de tubarões no país. Desde 1992, foram registrados 59 ataques a banhistas nas praias do estado, com 24 vítimas fatais. Já no mundo, a maior parte dos ataques estão concentrados no estado da Flórida (EUA), porém os locais com mais mortes são a África do Sul e Austrália.

Existem cerca de 400 espécies de tubarões espalhadas pelos oceanos, sendo que no litoral brasileiro se encontram 80 delas. Porém, apenas 12 espécies têm casos registrados de ataques a seres humanos, entre elas destacam-se os temidos tubarão-Branco, Tigre, Touro e Mako.

A principal ONG do mundo sobre ataques de tubarões, a “International Shark Attack File (ISAF)” aponta que o número de ataques a banhistas vem subindo a cada década desde 1900. Em 2011 foram registrados 78 ataques, sendo 18 fatais. Em 2012, este número subiu para 118 ataques com 7 mortes. Sendo que este foi o recorde histórico de ataques num só ano, desde 1900. Para alertar os banhistas, a ONG listou as praias mais perigosas do mundo quando o assunto é ataque de tubarões.

Conheça as 5 praias do mundo com mais ataques de tubarões

>> New Smyrna Beach (EUA/ Flórida)

New Smyrna Beach é conhecida como a

A pequena cidade americana de New Smyrna Beach possui cerca de 22 mil habitantes e tem uma das praias mais perigosas do mundo quando o assunto é tubarão. A cidade que foi eleita como uma das 10 melhores com praia nos Estados Unidos também é conhecida como a "capital mundial dos ataques de tubarão". Entre 1996 e 2008, 20% dos ataques no mundo ocorreram nesta região. Contudo, a cidade nunca registrou uma morte por ataque.

>> Coffin Bay (Austrália/Oceania)

Coffin Bay é a pior praia da Austrália quando o assunto é ataque de tubarão

A cidade de Coffin Bay possui apenas 500 habitantes e tem a pior praia da Austrália quando o assunto são ataques de tubarões. Para complicar ainda mais, ali é encontrado com maior frequência o mais temido de todos eles, o tubarão branco. Localizada ao sul da península de Eyre, o último ataque fatal na praia ocorreu em 2011 quando um mergulhador com 30 anos de experiência foi atacado e morto por dois tubarões brancos de uma só vez.

>> Fish Hoek Beach (África do Sul)

Fish Hoek é considerada a praia mais violenta da região quando o assunto é ataques de tubarão

Localizada na famosa Cidade do Cabo, a praia de Fish Hoek Beach é considerada a mais violenta da região quando o assunto são ataques de tubarões. A dica é fugir da água e ficar em terra firme. As vinícolas são uma opção muito mais bela e segura para os turistas. A outra dica é aproveitar para conhecer a famosa estrada "Chapman Peak road". Em 2010, um turista foi atacado e morto por um tubarão branco na área rasa da praia.

>> Boa Viagem (Recife/Pernambuco)

Em Boa Viagem foi o local onde ocorreu o último ataque fatal de tubarões no Brasil. A vítima foi a jovem Bruna Giobbi de 18 anos

Localizada na cidade de Recife (PE), a praia de Boa Viagem é responsável pela triste estatística de praia com o maior número de ataques de tubarão na América do Sul. Somente ela registrou nos últimos 21 anos mais de 50 ataques e 20 mortes devido a tubarões. Em Boa Viagem é também o local onde ocorreu o último ataque fatal de tubarões no Brasil. A vítima foi a jovem Bruna Giobbi de 18 anos em 2013. No local havia diversas placas alertando sobre a presença de tubarões.

Porém, suas belezas naturais continuam atraindo banhistas. Nos períodos de maré baixa é possível caminhar sobre os recifes e conferir de perto a beleza deste mar de água translúcida.

>> Second Beach (África do Sul)

Second Beach é uma praia sul-africana que também é conhecida pela brutalidade dos ataques de tubarão

A bela praia sul-africana também é conhecida pela brutalidade dos ataques de tubarão. Em janeiro de 2012, um surfista lutou durante mais de 5 minutos na água contra um tubarão-touro, porém não sobreviveu. Esta espécie que também é encontrada na região é considerada uma das mais violentas de todas. O local se destaca por uma beleza selvagem tendo como principal atrativo a junção entre o rio Umzivubu e o Oceano Atlântico.

Como se defender de um ataque de tubarão

Se no local há placas ou salva-vidas alertando sobre o perigo de ataques de tubarões, não entre na água

A melhor defesa contra tubarões é respeitar o seu habitat. Se no local há placas ou salva-vidas alertando sobre o perigo de ataques, não entre na água. Só no Brasil são mais de 8 mil quilômetros de litoral, então evite entrar justamente numa região onde há maior incidência de tubarões.

As vezes os tubarões podem pegar os banhistas de surpresa mesmo num local sem incidência de ataques. Caso tenha a sorte de ver o tubarão se aproximar e não der tempo de fugir, a primeira dica é ficar frente a frente a ele e tentar acertar seu focinho com toda força possível. Para intimidar o tubarão é importante que estes golpes sejam de forma rápida e repetitiva.

Para quem não está interessado em lutar MMA com tubarões, também existem dispositivos eletrônicos que emitem um som que os afastam. Porém, só valem a pena financeiramente para quem frequenta locais com alta incidência de tubarões.

Esta dica parece boba, mas pode fazer toda a diferença na hora de um ataque. Ao entrar no mar sempre esteja em grupo, pois eles preferem vítimas sozinhas. Além disso, evite frequentar trechos que sejam rota de embarcações pesqueiras, pois os tubarões seguem o rastro de peixe deixado por elas desde o alto mar. Outra informação importante é que eles tendem a atacar ao final da tarde, período do dia em que saem para caçar.

Já para as mulheres vão duas dicas muito importantes. Não entrem com joias e nem menstruadas na água, pois o cheiro do sangue e o reflexo das joias são ótimos chamarizes para tubarões. Por fim, uma última dica. Se o ataque é eminente, tente se colocar abaixo do tubarão, pois eles só atacam de baixo para cima.

Por Dennys Marcel

  
  

Publicado por em