Acre possui mais de 250 geoglifos catalogados por cientistas

Quem pensa que os geoglifos são um privilégio de Nazca, no Perú, ou nos EUA, precisa descobrir o Acre. O estado é um verdadeiro reservatório dessas assinaturas de povos antigos, que aguçam a curiosidade e imaginação dos turistas

  
  
Geoglifo

Quem pensa que os geoglifos são um privilégio de Nazca, no Perú, ou de grandes extensões de terra na América do Norte, precisa descobrir o Acre.

O Acre possui 250 geoglifos catalogados nas cidades de Senador Guiomard, Rio Branco, Xapuri, Plácido de Castro, Acrelândia e Epitaciolândia. Algumas ocorrências foram registradas também em Sena Madureira, Bujari e Epitaciolândia. Acrelândia possui grande potencial de pesquisa e identificação

Isso mesmo, o estado é um verdadeiro reservatório dessas assinaturas de povos antigos, que aguçam a curiosidade e imaginação dos turistas.

Algumas das teses da origem dos grafismos falam em inteligências extraterrestres, mas para os cientistas, geoglifos são sítios arqueológicos com mais de 2.000 anos.

Pela complexidade das marcas, é provável que os geoglifos remontem a civilizações pré-colombianas de elevado grau de conhecimento. Para os turistas curiosos de plantão, desbravar essas marcas pode ser uma aventura ímpar.

Em todo Brasil os geoglifos podem ser encontrados nos estado do Acre, Rondônia e Sul do Amazonas

Em todo Brasil os geoglifos podem ser encontrados nos estado do Acre, Rondônia e Sul do Amazonas. Só em 2012, cientistas encontraram 16 novos geoglifos nas áreas florestais localizadas nas proximidades da fronteira do Acre com o estado do Amazonas.

Quando visitar o Acre, não deixe de conhecer os geoglifos e tirar suas próprias conclusões sobre os misteriosos símbolos.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em