Brasil apresenta `selo`mundial de turismo sustentável

Mário Mantovani, diretor de relações institucionais da Fundação SOS Mata Atlântica e diretor do CBTS – Conselho Brasileiro de Turismo Sustentável, dá detalhes do processo inédito de certificação ambiental mundial, liderado por organizações não-gover

  
  

Mário Mantovani, diretor de relações institucionais da Fundação SOS Mata Atlântica e diretor do CBTS – Conselho Brasileiro de Turismo Sustentável, dá detalhes do processo inédito de certificação ambiental mundial, liderado por organizações não-governamentais

O diretor de relações institucionais da SOS Mata Atlântica, Mário Mantovani, anuncia nesta quarta-feira, 28/7, às 15 horas, durante coletiva on-line de lançamento da 6ª Adventure Fair, maior feira de esporte e turismo de aventura da América Latina, a criação de certificado mundial de turismo sustentável.O movimento de criação do “selo” é liderado por organizações não-governamentais brasileiras e está sendo acompanhado pela Organização Mundial do Turismo (OMT).

Na coletiva, Mantovani dará detalhes do processo de implantação do certificado, suas principais vantagens e benefícios. O certificado está sendo criado a partir de outros “selos” adotados em países como a Austrália e a Costa Rica e deverá ser implantado mundialmente, atestando o respeito e a preocupação de empresas ligadas ao turismo com o meio ambiente.

Maior indústria do mundo, o turismo movimenta bilhões anualmente. No Brasil, cerca de 90% do turismo ocorre nas áreas de domínio da Mata Atlântica. O país conta hoje com somente 7% de remanescentes da floresta original, criando um grande problema para o desenvolvimento dessa atividade.

As discussões para a implantação da certificação de turismo sustentável serão realizadas no FITS – Fórum Interamericano de Turismo Sustentável, evento da 6ª Adventure Sports Fair.

Entre os destaques do FITS estão a participação de organizações e palestrantes internacionais, com larga experiência na atuação com certificações regionais de turismo, além de debates sobre políticas públicas e a atuação dos governos no fomento do turismo e da preservação ambiental.

A feira será realizada de 7 a 11 de agosto, no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e reúne
todos os setores envolvidos, desde fabricantes e revendedores de equipamentos até operadores de destinos ecoturísticos.

Fonte: Voice

  
  

Publicado por em