Conheça o paradisíaco efeito natural do mar luminoso; Veja fotos

Imagine você caminhando pela praia à noite e se depara com um mar totalmente iluminado. Esse é o efeito da bioluminescência, que é a produção de luz por organismos vivos

  
  
Bioluminescência na praia de Black Point, Anglesy, no País de Gales

Uma espécie de vagalume marinho que emite luz. É assim que muitos pensam quando veem a bioluminescência pela primeira vez, mas na realidade este fenômeno é um efeito biológico causado por criaturas aquáticas que liberam uma energia de luz fria devido a uma reação química. O visual no mar é surpreendente, mas poucos sortudos até hoje puderam ver este presente da natureza.

Este fenômeno ocorre em invertebrados e vertebrados marinhos, como bactérias, fungos, algas e outros tipos de seres pelágicos. Eles brilham quando estimulados e produzem sua própria luz, carregando-a ao redor de seus corpos.

Plânctons são organismos bioluminescentes e quando bilhões deles são agitados ao mesmo tempo, como por exemplo em uma quebra de onda, emitem luminosidade. No caso das bactérias bioluminescentes, há uma explosão populacional quando condições particulares de temperatura, nutrientes, salinidade e oxigênio se coincidem. A luz de efeito neon cobre as ondas próximas à areia e ocasiona um resultado surreal, totalmente natural e sem nenhum tipo de intervenção fotográfica.

É possível ver este efeito em praias de Porto Rico, Portugal, Ilhas Maldivas, San Diego, Brasil e outros lugares onde ocorre a reação química. É válido informar que este processo não é nocivo aos banhistas e nem aos outros seres vivos aquáticos.

Muitos animais marinhos também utilizam da bioluminescência para se camuflar no fundo do mar, atrair presas ou até parceiros na época do acasalamento, além de também usarem como forma de defesa. Para gerar o efeito brilhante ocorre um processo de fusão da enzima luciferase que se oxida à proteína luciferina e emite fótons de luz.

Prêmio Nobel de Química
A bioluminescência gerou tanta discussão e estudo que em 2008 foi agraciada com o Prêmio Nobel de Química. Ele foi concedido aos pesquisadores que estudaram sobre as proteínas fluorescentes com experiências que contribuíram para o desenvolvimento de células nervosas que combatem tumores e o mal de Alzheimer.

Confira fotos do efeito da bioluminescência pelo mundo
.

Não são somente os vaga-lumes que brilham no escuro, organismos aquáticos também possuem sua luz própria e garantem um visual espetacular

.

A bioluminescência gerou tanta discussão e estudo que em 2008 foi agraciada com o Prêmio Nobel de Química, concedido aos pesquisadores que estudaram sobre as proteínas fluorescentes

.

Plânctons são organismos bioluminescentes e quando bilhões de células são agitadas ao mesmo tempo como, por exemplo em uma quebra de onda, este micro-organismo emite luminosidade

.

É um visual espetacular de mar brilhante em um incrível cenário paradisíaco

.

Não são somente os vaga-lumes que brilham no escuro, organismos aquáticos também possuem sua luz própria e garantem um visual espetacular

.

O visual no mar é surpreendente, mas poucos sortudos até hoje puderam ver este presente da natureza

Por Dennys Marcel

  
  

Publicado por em