Santander financia projetos de turismo sustentável

Banco oferece linhas de crédito para meios de hospedagem; em um segundo momento, serão contemplados bares e restaurantes

  
  

Reduzir custos e melhorar a qualidade de produtos e serviços ofertados a partir do uso de práticas de sustentabilidade. É dessa forma consciente que o Grupo Santander quer tornar o crédito acessível para as micro e pequenas empresas. Para isso, o grupo lançou este ano o projeto-piloto 'Turismo Sustentável - Juntos faremos diferença' na cidade de Gramado (RS). O foco desta primeira fase são os meios de hospedagem. Em um segundo momento, serão contemplados bares e restaurantes.

A meta inicial é implantar o projeto nos estados do Nordeste e, até o fim de 2010, nas demais unidades da Federação. O projeto é resultado da parceria do grupo com a agência internacional da Organização das Nações Unidas, International Trade Center (ITC). A ação visa expandir o turismo, preservando o meio ambiente e garantindo a sustentabilidade da cadeia produtiva. “Inicialmente, Gramado foi escolhida pela estrutura que comporta. Mas a idéia é expandir o projeto nos 65 destinos indutores do turismo”, disse o responsável pelo setor de desenvolvimento de negócios sustentáveis do Santander, Julio Bin.

Entre as vantagens que o banco oferece estão três linhas de crédito diferenciadas (Santander Giro Premium, Compror Santander e Santander Reforma Acessível), que cobrem valores até R$ 10 mil, sendo a última parcela grátis para Giro Premium; pagamento a fornecedores (folha de pagamento Santander, facilidades no cartão de crédito e domicílio bancário); gestão e expansão, por meio do Super Cash e treinamentos sobre responsabilidade social e sustentabilidade.

Para adquirir o recurso, o empresário precisa apresentar um projeto sobre as mudanças ou implementações que pretende fazer em seu negócio. O banco irá analisar a proposta e, sendo aprovado, a instituição financeira repassará o recurso pleiteado diretamente à empresa ou às empresas que vendem os materiais necessários e que irão fazer o serviço.

“Por um lado, garantimos que o recurso tenha seu devido fim e, por outro, o empresário poderá negociar melhores taxas com as empresas de material de construção e prestadoras de serviço, já que o Santander fará o pagamento à vista e as empresas contratadas terão a garantia de que vão receber do banco”, explica Bin.

O projeto foi desenhado a partir de análises de cenários da cadeia do turismo realizados pelo Sebrae. “Em 2009 as áreas de turismo e serviços financeiros do Sebrae foram convidadas pelo Santander a participar de debates sobre a criação do projeto. As informações reunidas nas discussões juntamente com as análises já feitas pelo Sebrae serviram de subsídio para que o banco pudesse adequar o projeto às necessidades das micro e pequenas empresas”, afirmou o coordenador nacional de projetos de turismo do Sebrae, Dival Schimidt. Segundo ele, o turismo é o setor que mais cresce no mercado, sendo responsável por 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

De acordo com Dival, as análises dos setores trazem o perfil de cada elo da cadeia do turismo, mostrando as deficiências dos meios de hospedagem, com foco nas questões ambientais, econômicas e sócio-culturais. “Os meios de hospedagem precisam se adequar tanto a pequenas tecnologias quanto às mais sofisticadas. É, por exemplo, adequação do empreendimento à prática da coleta seletiva de lixo, aproveitamento da água da chuva e redução da eficiência energética”, disse.

Ele chama a atenção para o fato de que existe um grande desconhecimento sobre o setor por parte dos agentes de crédito. “Além das dificuldades objetivas, os profissionais que atendem aos empresários do setor do turismo não estão preparados, não conhecem as particularidades do setor de meios de hospedagem. Outro aspecto é o fato de que os bancos privados tendem a direcionar suas opções de recursos de acordo com a classificação de risco das empresas”, lamenta. Mas para Dival, desde a crise financeira internacional, essa cultura entre as instituições financeiras passou a mudar.

Mais informações sobre o projeto-piloto "Turismo Sustentável - Juntos faremos diferença" podem ser adquiridas nas agências Santander de Gramado e Canela ou ainda no site www.santander.com.br/empreendedor.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em