Sustentabilidade em alta no turismo

Novas unidades de conservação devem estimular o turismo em diferentes regiões do país

  
  

Na cerimônia do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta terça-feira (5), a presidenta Dilma Rousseff publicou um pacote de medidas para a área ambiental. Ele inclui a criação e a ampliação de unidades de conservação e a homologação de áreas indígenas.

As duas novas unidades de conservação criadas são a Reserva Biológica Bom Jesus, no Paraná, e o Parque Nacional Furna Feia, no Rio Grande do Norte. O objetivo dessas unidades é a preservação dos ecossistemas nas áreas que somam mais de 42 mil hectares.

Três unidades serão ampliadas. O Parque Nacional do Descobrimento, na Bahia, passa de 1,5 mil para 22,6 mil hectares, incorporando fragmentos da Mata Atlântica. A Floresta Nacional Araripe-Apodi, no Ceará, passa de 706 hectares para 39,3 mil hectares, e a Floresta Nacional de Goytacazes, no Espírito Santo, receberá mais 74 hectares de Mata Atlântica.

Segundo a presidenta, o Brasil tornou-se ao longo da última década um dos países que mais avançou na preservação de sua biodiversidade. “Adotamos uma agenda ambiental moderna e construímos um modelo de desenvolvimento sustentável. Como um dos três maiores produtores de alimentos do mundo e como detentor das maiores reservas mundiais de água doce, o Brasil tem uma grande responsabilidade perante o mundo. Não recuaremos diante deste grande desafio.”

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, participou da cerimônia. Para ele, as medidas serão importantes para estimular o turismo nas regiões que receberão os investimentos. Ele afirma que o Dia Mundial do Meio Ambiente é um marco para que o país continue fortalecendo as políticas de turismo sustentável. “O governo federal está unido para garantir que o Brasil continue a ser referência em preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. Estamos trabalho junto aos estados e municípios para que o turismo verde seja a referência”, afirmou.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em