Vivências Brasil, aprendendo com o turismo nacional

Os dois primeiros dias do roteiro, focado no segmento Sol e Praia, incluiu Maragogi e Japaratinga, cidades que têm entre seus atrativos as piscinas naturais e corais de recife. A segunda parte da viagem ocorreu em Porto de Pedras e São Miguel

  
  

Os dois primeiros dias do roteiro, focado no segmento Sol e Praia, incluiu Maragogi e Japaratinga, cidades que têm entre seus atrativos as piscinas naturais e corais de recife. A segunda parte da viagem ocorreu em Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres, nas quais a qualidade das pousadas e da gastronomia são especialmente elogiadas pelos participantes.

“Aprendemos muito nessa viagem. Vimos como o associativismo pode trazer resultados positivos para o turismo”, afirma Loecy Sales, gerente de Operações da ValeVerde Turismo, de Belém (PA). Todas as associações da região interagem entre si. A Associação dos Hotéis e Pousadas de Maragogi e Japaratinga (Ahmaja), por exemplo, tem seu raio de ação ampliado. Fechou uma parceria com a Coopeagro, cooperativa que reúne agricultores de assentamentos, que passou a atuar como fornecedora das pousadas.

Éolo Mourão, da Pousada Pargos, em Conceição da Barra (ES), também elogia o comportamento dos empresários locais. “Em Maragogi e Japaratinga, foi destaque para mim o nível de associativismo conquistado pelos diversos segmentos”, afirma. “Na etapa seguinte, conheci o encantamento dos meios de hospedagem, conhecidos como "Pousadas de Charme", que, integrados harmoniosamente ao ambiente local, primam pelos serviços oferecidos, com destaque para a gastronomia”, diz Mourão.

A consultora da viagem Rosana França afirma que os donos de pousadas, além de se preocuparem com a sustentabilidade e preservação ambiental, estimulam a inclusão social, por meio de ações como o uso do artesanato local na decoração de seus negócios. “Isso tudo integra a comunidade, que aceita melhor o visitante e participa do desenvolvimento do turismo local”, conta.

Vivências Brasil :

O projeto Vivências Brasil: Aprendendo com o Turismo Nacional é fruto de uma parceria entre o Ministério do Turismo, Sebrae Nacional (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), esta última responsável pela sua execução.

O objetivo do projeto é possibilitar a melhoria da qualidade da oferta turística, por meio do aprendizado vivencial das operações e estratégias de turismo utilizadas nos destinos de referência visitados. A intenção é que após as viagens os participantes do projeto possam implementar as boas práticas aprendidas nas suas localidades.

A disseminação do conhecimento adquirido acontece também por meio da sistematização das informações coletadas, elaboração de relatórios técnicos e da produção de material multimídia para multiplicação aos demais empresários do setor.

A exemplo do projeto Excelência em Turismo: aprendendo com as melhores experiências internacionais, o Vivências Brasil também utiliza o conceito de benchmarking, que é ação de identificar, aprender e adaptar práticas e processos reconhecidos pela qualidade e excelência em setores específicos da economia.

Fonte: MVL Comunicação

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em